Guia Gessulli
20-Abr-2017 09:24 - Atualizado em 20/04/2017 09:35
Equipamentos

Empresas apostam na AveSui 2017 para apresentar novas tecnologias para o setor de aves e suínos

Evento, que acontece de 25 a 27 de abril, em Florianópolis (SC), terá participação de empresas de diferentes países na feira internacional. Parcerias, novos negócios e lançamento de produtos inovadores marcam a 16ª edição, realizada no CentroSul

Maior exportador global de carne de frango, o Brasil embarcou volumes recordes em 2016 e o consumo interno seguiu em alta, com abate histórico de 5,86 bilhões de aves. Já a exportação de carne suína cresceu 30% no ano passado e o abate também bateu recorde, com 42,32 milhões de cabeças. Os dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em março mostram a dimensão do setor avícola e suinícola do país, que movimenta mais de US$ 7 bilhões em exportações e tem receita anual acima dos US$ 600 milhões.

Para atender a demanda, que segue positiva, e oferecer oportunidades de negócios para produtores e representantes de empresas nacionais e internacionais, a AveSui, principal feira de negócios na América Latina para os setores avícola e suinícola, realiza sua 16a edição nos dias 25, 26 e 27 de abril, no CentroSul em Florianópolis (SC). Realizada na capital catarinense, a feira está em um ponto estratégico para a cadeia produtiva - Paraná e Santa Catarina estão entre maiores produtores e exportadores de carne suína e de aves do país - e é um canal importante para a troca de informações, prospecção de negócios e parcerias e uma vitrine para novidades e tendências mundiais do setor.

Entre os expositores internacionais, os chineses vão marcar presença novamente e chegam com expectativas positivas.  “Ficamos muito satisfeitos com a participação em 2016, pela presença de um público bem qualificado e com fechamento de negócios e prospecção de novos clientes. Para a edição de 2017 temos as melhores expectativas”, ressalta Cesar Jeremias, Diretor Superintendente da Zhengchang, empresa especializada em equipamentos para fábricas de ração e armazenamento de grãos. A empresa reforçou sua presença no país com investimento de cerca de US$ 20 milhões em uma unidade fabril em Curitiba (PR).

Além dos chineses, entre os expositores internacionais também está a irlandesa Tonisity, que participa da feira pela primeira vez com o lançamento de um novo isotônico que pretende mudar a forma de criação de suínos desde seus primeiros dias, por meio de um complemento para uma alimentação reforçada logo nas primeiras horas de vida. “O efeito do uso do produto é a redução de perda de animais, aumento do peso e do lucro dos produtores. Em testes realizados em fazendas na Irlanda, Espanha e E.U.A o Tonisity PX foi responsável por diminuir a taxa de mortalidade dos suínos recém-nascidos”, ressalta o diretor da Tonisity do Brasil, Mario Ungar.

Para a Agroceres PIC, empresa que reúne conhecimentos e inovações em desenvolvimento genético de suínos, a AveSui é de extrema relevância para o setor, já que é um dos pouquíssimos fóruns que reúne as cadeias de aves e suínos para discussões conjuntas. “O evento tem nosso total apoio, pois consegue congregar os principais elos da nossa cadeia produtiva para discutir temas atuais que afetam a competitividade da nossa indústria e produção”, destaca Alexandre Furtado da Rosa, Diretor Superintendente da empresa. A Agroceres vai levar a AveSui sua equipe de técnicos para apresentar as novidades da marca, além de organizar uma palestra com um especialista internacional sobre conversão alimentar, durante o Painel Nutrição e Desempenho Animal no XVI Seminário Técnico de Aves e Suínos, que integra a programação do evento.

Comitivas do Paraguai e do Peru

Com os setores de aves e suínos em expansão e com grandes expectativas para os próximos anos, o Paraguai vai trazer uma comitiva de 25 membros composta por profissionais dos setores público e privado.

“Buscamos conhecer as inovações tecnológicas e os progressos em diagnósticos para o setor de aves e suínos. Comercialmente, esperamos encontrar novas oportunidades de negócios e promover trocas de experiências com o mercado”, explica a coordenadora do Ministério da Agricultura do Paraguai, Minerva Benitez. Segundo ela, os setores de aves e suínos estão incluídos em um plano nacional, que prevê o aumento do volume de produção com o objetivo de abastecer o mercado e ampliar a exportação. “Nossas linhas de produção são bem definidas e estão dentro das normas zootécnicas, o que irá garantir a suinocultura paraguaia a certificação da OIE de produção livre de peste suína clássica, em maio”, ressalta Minerva.

Sob coordenação da cadeia produtiva de suínos do país, a comitiva formada por produtores, industriais e técnicos participará do XVI Seminário Técnico Científico para atualização dos principais temas que acercam atualmente os setores. Além disso, o grupo deverá seguir visitando os estandes e estreitando relacionamentos com os diversos elos da cadeia que se encontram na AveSui.

Já o Peru, que também registrou crescimento no setores de aves e suínos nos últimos anos, vai enviar uma delegação de produtores, técnicos e empresários para novas oportunidade de negócios e também formas de aplicar tecnologias para melhorar a produtividade e qualidade da proteína animal do país. A produção peruana de aves aumentou cerca de 5% nos últimos anos no Peru, sendo que as regiões de Ica, Áncash, Lima e Arequipa representaram o maior crescimento, participando, em conjunto, de 70,1% do total nacional. Na suinocultura, a Associação Peruana dos Suinocultores (APP em espanhol) declarou  recentemente que as ações do setor estão destinadas a impulsionar a produção e o consumo de uma carne suína saudável, que atualmente chega a 5.5 quilogramas por pessoa ao ano.

Serviço:

AveSui 2017
Data: 25, 26 e 27 de 2017
Local: CentroSul, Florianópolis (SC)
Informações e Programação completa: www.avesui.com
Realização: Gessulli Agribusiness

AveSui
Deixe seu Recado