AveSui EuroTier South America Full
09-Abr-2019 10:08 - Atualizado em 09/04/2019 10:19
Empresa

AB Vista apresenta seu Guia de fitato 2019

Publicação ajuda a entender o nível de fitato e outros fatores antinutricionais dentro das suas matérias-primas e alimentos finalizados

A AB Vista apresenta seu Guia de fitato 2019. A publicação lançada para o mercado sul americano oferece planilhas com os níveis de fosforo fítico e CQS nas principais matérias-primas e alimentos finalizados.

Em toda a indústria de alimentos para animais, as empresas reconhecem que uma abordagem nutricional pode reduzir ainda mais os custos de produção, e isso é definido como uma continuidade dado as mudanças que ocorrem no mercado global. Um bom exemplo disso é como as empresas mudaram nos últimos 10 anos em relação à forma como aplicam enzimas alimentares, especialmente a fitase e xilanase. Um maior conhecimento do conteúdo de fitato e de arabinoxilanos pode melhorar a forma como os produtos à base das enzimas são aplicados e ajudam a aproveitar melhor as oportunidades, em especial aquelas que estavam perdidas ou sem sua utilização na totalidade.

O fitato está presente em todos os alimentos à base de plantas e se liga com as proteínas e minerais da dieta, reduzindo a digestibilidade e utilização de importantes nutrientes. O teor de fitato varia entre e dentro das matérias-primas, e isso levará a um conteúdo de fitato variável em alimentos completos. O fitato dietético pode afetar o desempenho animal, impactando os lucros dos produtores. Uma melhor compreensão do nível de fitato nas dietas pode proporcionar uma melhor imagem do que está acontecendo dentro do animal, ajudando os produtores a gerenciar quaisquer efeitos antinutricionais.

"Há quatro ou cinco anos, as pessoas usavam fitase para libertar fósforo. Agora entendemos mais sobre o fitato e sua influência sobre os nutrientes, bem como o desempenho animal, e podemos formular dietas baseadas na destruição do fitato de uma forma mais completa e com maior uso dos nutrientes além do próprio fósforo” – revela Dr. Alexandre Brito, Gerente Técnico LAM da AB Vista.

Esta nova edição teve a inclusão dos resultados obtidos com o Corn Quality Service, em especial para o conteúdo dos arabinoxilanos, ajudando ainda mais os clientes na tomada de decisão em relação a melhor forma de utilização de outras enzimas, tais como as xilanases.

Outro ponto de apoio aos usuários é a tecnologia NIR, que pode ser usada para determinar rapidamente os níveis de fitato e arabinoxilanos em matérias-primas e alimentos finalizados, e esse entendimento pode ser usado para otimizar o uso da reposição de fósforo e melhorar o aproveitamento das frações fibrosas, maximizando o desempenho animal e ajudando a reduzir ainda mais o custo dos alimentos.

"Na AB Vista, podemos trabalhar para avaliar o nível de fitato e outros fatores antinutricionais dentro das suas matérias-primas e alimentos finalizados, oferecendo conselhos sobre como extrair até mais valor da sua fitase e xilanase" – revela MSc. Fábio Valle, Coordenador Técnico LAM da AB Vista.

Para mais informações, visite o site da AB Vista ou entre em contato para o recebimento do exemplar do Guia de Fitato 2019.

AB Vista
Deixe seu Recado