Guia Gessulli
03-Jan-2019 08:21
Comentário

Adeus 2018

Por Jim Long, presidente-executivo da Genesus Inc.

Estamos no final de 2018. Dizemos que estamos bem. 2018 foi um ano em que produtores de suínos em grande parte do mundo não ganharam muito dinheiro. Com suínos do mercado EUA-Canadá vendidos por muitas semanas sob o custo de produção. A China tinha preços baixos no primeiro ano, abaixo do custo de produção, e depois a quebra da Peste Suína Africana. Os mercados europeus estavam em ambos os lados do equilíbrio. O Brasil estava em muito a mesma situação.

Os países que foram lucrativos incluem o México, a Coreia do Sul, a Rússia, as Filipinas e o Japão. Ser um produtor de suínos nesses países era mais do que bom.

Não posso esquecer de falar com um produtor russo. Ele perguntou; quais eram os níveis de lucro na América do Norte. Na época, as perdas estavam em US$ 20 por cabeça. Nunca esquecerei sua aparência e a próxima pergunta; “Por que alguém produziria porcos?”, Tenho que dizer que não houve uma resposta realmente inteligente.

Até certo ponto, estamos todos abandonados na indústria. De nossas observações, geralmente há poucas estratégias de saída que recapturam os investimentos. Temos, na maior parte, sobreviventes do que é um sistema de capitalismo darwiano implacável. Alguns países têm assistência do governo para produtores de suínos, até certo ponto, mas isso apenas atrasa a consolidação inevitável e continuada da indústria global.

A indústria de suínos nos EUA-Canadá nos lembra da General Motors em 2008. Seus revendedores de carros estavam todos ganhando dinheiro, a vida era boa para eles. Enquanto isso, a General Motors estava falindo. A indústria de suínos nos últimos anos; Os empacotadores têm margens brutas saudáveis, enquanto os produtores obtêm uma porcentagem menor do dólar final do porco.

Esperamos que o pêndulo gire em 2019, já que o aumento da capacidade do embalador, sem expansão, deve aumentar a competitividade dos suínos de mercado.

2019 - Algumas observações

Os preços do Lean Hog ??para 2019 no Chicago Futures indicam o lucro médio na faixa de US$ 20 por cabeça.

Esperamos que os preços dos alimentos nos EUA-Canadá permaneçam onde estão. As culturas da América do Sul parecem muito melhores do que há um ano.

Nossos contatos na China indicam que as implicações da Peste Suína Africana (PSA) estão diminuindo a produção. A tonelagem de ração suína está diminuindo. Os suínos estão sendo eliminados devido à própria PSA, além de implicações de mercados extremamente baixos em algumas regiões. Esperamos que a ASF na China leve a mais importações e isso impulsionará os mercados da América do Norte, Europa e Brasil até meados de 2019.

Em 2019 haverá mais push and pulls: Gene Editing (GMO) em suínos. A tecnologia continuará chegando. O debate real será regulatório, aceitação do consumidor e debates éticos. Lembramos o executivo do McDonald (14.000 restaurantes) na conferência NPIC dizendo a mais de 800 pessoas da indústria suína: “Não espere que nós expliquemos o Gene-Editing do seu GMO.” Quando a maior cadeia de restaurantes do mundo lançar o alerta, é melhor tomarmos cuidado. Nós não ficaríamos surpresos se uma combinação de serviço de comida de empacotador-varejista, por exemplo, a Whole Foods, pudesse começar a rotular carne de porco não-transgênica, assim como algumas empresas de suco de laranja fazem. Rótulo simples e hoje sem dúvida a verdade.

Em 2019, esperamos mais um impulso global para produzir carne de porco com mais sabor. Isso é feito com ph mais alto, mais marmoreio e carne de porco vermelha.

Os consumidores experimentam a experiência é fundamental para a demanda. Mais e mais profissionais de marketing inteligentes estão reconhecendo essa realidade. Esperamos ver mais um empurrão para a carne mais avermelhada e marmorizada, que virá de Durocs de raça pura.

Resumo

 Estamos otimistas para 2019. Os indicadores são em sua maioria positivos. Espero que não seja o menino que vê a pilha de estrume e diz; "Tenho certeza de que há um pônei lá dentro!"

Tudo de melhor em 2019. Na Ásia é "O Ano do Porco"

Redação SI
Deixe seu Recado