AveSui
Peste Suína Africana AveSui Inside Cooperativas Agroindústrias Bem - Estar Animal América Latina Comentário Suíno Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Genética Geral Insumos Manejo Meio Ambiente Mercado Externo Mercado Interno Nutrição Piscicultura Pesquisa e Desenvolvimento Processamento de Carne Sanidade Sustentabilidade Saúde Animal Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie

Agroindústria teme a alta do milho

Diário Catarinense
05-Ago-2002 15:53 - Atualizado em 20/04/2016 14:35

Da Redação 05/08/2002 - O alto preço do milho, aliado à desvalorização do real e à falta de interesse dos produtores nos contratos de opção para venda futura, está preocupando os criadores de suínos e aves do Estado.

A alta do dólar eleva os preços da soja e torna atrativa a exportação de milho, os dois principais componentes da alimentação de suínos e aves. Em 2001, o milho custava R$ 10 e a soja, R$ 22 a saca. Hoje, o milho está R$ 14,50 e a soja, R$ 32 (45% a mais). Já o quilo do suíno caiu de R$ 1,22 para R$ 1,12 e, o do frango, de R$ 0,94 para R$ 0,83.

O vice-presidente da Associação Brasileira de Criadores de Suínos (ABCS) e Associação Catarinense de Criadores de Suínos (ACCS), Clair Dariva, disse que a situação é altamente preocupante. Ele afirmou que com os atuais patamares do milho, o preço do suíno deveria estar acima de R$ 1,50, pois os custos de produção giram em torno de R$ 1,35.

Ele acredita que se a situação persistir, alguns produtores podem desistir da atividade. Dariva disse que um dos agravantes da crise é que enquanto SC aumentou a produção de suínos em 6% este ano, o Rio Grande do Sul ampliou em 13% e, o Paraná, em 18%.

A produção nacional atingirá 2,3 milhões de toneladas de suínos. O consumo interno é inferior a 1,9 milhão de toneladas e as exportações, de 300 mil toneladas. Sobram, então, 100 mil toneladas. Para Dariva, a solução é reduzir os plantéis como já ocorre em SC.

O diretor de suprimentos da Seara Alimentos, Arene Trevisan, disse que a única certeza no momento é que os produtores de cereais vão conseguir uma boa remuneração no próximo ano. Trevisan disse também que os suinocultores e avicultores vão ter que se adaptar a novos custos de produção, voltados também ao mercado externo.

Ele acredita que com a alta do dólar poderá ocorrer uma evasão de mercadorias, inclusive milho. Isso, no entanto, estimularia uma boa produção do cereal. Trevisan encara com naturalidade a pouca procura por contratos de opção, por não ser um mecanismo de uso tradicional no Sul.

O diretor demonstrou preocupação com a viabilidade do setor de produção de carnes caso a turbulência do dólar continue elevando os custos.

Assuntos do Momento

Ano de 2022 inicia com preço do suíno em queda e custos em alta
20 de Janeiro de 2022
Análise de Mercado

Ano de 2022 inicia com preço do suíno em queda e custos em alta

O presidente da ABCS, Marcelo Lopes, explica que o final do ano de 2021 foi frustrante em relação aos preços pagos ao produtor, e reforçou que o crescimento acelerado da produção de suínos dos últimos anos está apresentando a conta para o setor

Suinocultores pedem socorro
19 de Janeiro de 2022
Comentário Suinícola

Suinocultores pedem socorro

Nesta semana tivemos mais uma baixa no preço pago ao produtor, movimentação que traz uma preocupação muito forte, pois ninguém mais sustenta uma atividade pagando caro para trabalhar

20 de Janeiro de 2022
Mercado Interno

O preço do suíno vivo registra queda intensa neste mês

Motivo da queda foi a combinação de vendas lentas e oferta elevada de animais para abate

Disponible en español Disponible en español
Hong Kong relata surto de peste suína africana
19 de Janeiro de 2022
China

Hong Kong relata surto de peste suína africana

Notícia foi informada pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) nesta segunda-feira

Com investimentos em alta no Oeste Paranaense, empresas expõem tecnologias em construção de galpões na AveSui
17 de Janeiro de 2022
AveSui América Latina

Com investimentos em alta no Oeste Paranaense, empresas expõem tecnologias em construção de galpões na AveSui

A região é considerada o maior agro cluster da América Latina e vem recebendo fortes investimentos de cooperativas, agroindústrias e empresas ligadas à cadeia produtiva de proteína animal

Ministra Tereza Cristina defende medidas para contenção de PSA
18 de Janeiro de 2022
PSA

Ministra Tereza Cristina defende medidas para contenção de PSA

Foco da doença foi identificado na República Dominicana em novembro, mas Brasil não registra casos desde o fim da década de 1970

Mais assuntos do momento
Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade