AveSui2021
Peste Suína Africana AveSui Inside Cooperativas Agroindústrias Bem - Estar Animal América Latina Comentário Suíno Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Genética Geral Insumos Manejo Meio Ambiente Mercado Externo Mercado Interno Nutrição Piscicultura Pesquisa e Desenvolvimento Processamento de Carne Sanidade Sustentabilidade Saúde Animal Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Resultado Econômico

Agronegócio impediu maior queda da economia em 2020, avalia CNA

Setor foi o único que teve crescimento no ano passado, segundo o IBGE, que divulgou o resultado do PIB de 2020 ontem (03/03)

CNA
04-Mar-2021 08:11

O desempenho da agropecuária evitou uma queda mais acentuada do Produto Interno Bruto (PIB) total do país em 2020, segundo análise da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) sobre o resultado do PIB, divulgado nesta quarta (3) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Segundo o IBGE, a atividade teve expansão de 2% no ano passado na comparação com 2019, sendo o único setor “no azul” no ano passado, enquanto o PIB geral do país teve queda de 4,1%.  Também houve retração para Indústria (-3,5%) e Serviços (-4,5%), reflexo dos efeitos da pandemia nessas atividades.

Apesar de a alta de 2% estar “levemente abaixo das expectativas”, a CNA avaliou, em Comunicado Técnico, que considera o resultado positivo por conta do ano atípico que foi 2020 em função dos efeitos adversos da pandemia e do impacto que a desvalorização cambial impôs aos custos de produção.

Com esse resultado, a atividade agropecuária, segundo a CNA, ganhou mais relevância no PIB do Brasil, aumentando sua participação de 6,7% em 2019 para 7,1%. Em relação ao agronegócio, que envolve toda a cadeia produtiva, a previsão é de que a participação do setor no PIB total do Brasil suba de 21,4% em 2019 para 24,5% em 2020.

“A agropecuária segue sua trajetória de alta e, assim, contribui para que a queda no PIB total seja menos acentuada do que poderia ter sido caso o setor não alcançasse tal resultado positivo”, destaca o Comunicado Técnico. 

Entre os destaques do setor agropecuário, estão a alta na produção de culturas como soja (7%) e café (24,3%), que tiveram safras recordes.

Outro fator que contribuiu para o resultado positivo da agropecuária foi a inclusão da atividade agropecuária como atividade essencial no início da pandemia, o que garantiu  a produção, o processamento e a venda da produção, assegurando a segurança alimentar tanto no mercado interno, como no internacional.

“Isso permitiu que o resultado do PIB da agropecuária não retraísse também, o que comprometeria ainda mais o resultado do PIB brasileiro”, explica a CNA.

Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade