15-Dez-2017 15:21
Economia

Análise prevê crescimento de até 5% nas exportações de carne suína em 2018

A abertura de novos mercados importadores da proteína devem ajudar resultado positivo

De acordo com estimativas da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), há uma expectativa de crescimento de até 5% no volume de exportações de carne suína para 2018. A retomada do mercado russo, a abertura do mercado peruano e o forte ritmo de importações da África do Sul são os principais fatores para a elevação destes níveis, que devem se aproximar dos 732 mil toneladas alcançados em 2016.

Segundo a associação, a retomada de negociações com a Rússia deverá ocorrer em breve, aumentando a demanda de carne suína para o país com a realização da Copa do Mundo.

O mercado da Coreia do Sul também está nos planos do Brasil, “espera-se que os embarques de carne suína para a Coreia do Sul aconteçam ainda em 2018, com a conclusão dos certificados sanitários para as plantas habilitadas”, afirmou a ABPA.

Atrelado a isso, o setor conta com a abertura do mercado peruano em 2018 e com o forte mercado importador da África do Sul, que deve se manter no próximo ano, ressalta a associação.

Redação
Deixe seu Recado