10-Ago-2017 14:55
Mercado

Apesar de menos intenso, movimento de alta dos preços da carne suína continua

Movimento de alta dos preços do suíno vivo e da carne perdeu força na maioria das regiões acompanhadas pelo Cepea, refletindo o ajuste da oferta à demanda

O movimento de alta dos preços do suíno vivo e da carne perdeu força na maioria das regiões acompanhadas pelo Cepea, refletindo o ajuste da oferta à demanda. Na região de SP-5 (Bragança Paulista, Campinas, Piracicaba, São Paulo e Sorocaba), as cotações do animal vivo subiram 1% entre 2 e 9 de agosto, com o quilo negociado na média de R$ 4,23 nessa quarta-feira, 9. Frigoríficos consultados pelo Cepea continuam reportando dificuldades no repasse das altas do vivo para a carne, cenário agravado pelas desvalorizações das concorrentes bovina e de frango. Mesmo assim, os preços das carcaças também apresentaram alta na última semana. No atacado da Grande São Paulo, o preço da carcaça especial subiu 1,7% entre 2 e 9 de agosto, para R$ 6,49/kg nessa quarta-feira, 9. A carcaça comum se valorizou 2,5% no mesmo período, para R$ 6,12/kg.

Cepea/Esalq
Deixe seu Recado