Alltech
Peste Suína Africana AveSui Inside Cooperativas Agroindústrias Bem - Estar Animal América Latina Comentário Suíno Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Genética Geral Insumos Manejo Meio Ambiente Mercado Externo Mercado Interno Nutrição Piscicultura Pesquisa e Desenvolvimento Processamento de Carne Sanidade Sustentabilidade Saúde Animal Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Até 5 de fevereiro

Argentina abre consulta pública para melhorar condições de granjas de suínos

Projeto atualiza e estabelece as condições das instalações, biosseguridade, higiene, gestão sanitária e cuidado do meio ambiente

Redação SI
01-Fev-2021 09:42

O Serviço Nacional de Saúde e Qualidade Agroalimentar (Senasa) da Argentina colocou em consulta pública um projeto de norma que ordena, consolida, atualiza e estabelece as condições das instalações, biossegurança, higiene, gestão sanitária e cuidado do meio ambiente , que deve ser atendido por estabelecimentos que criam suínos .

A iniciativa nasceu do intercâmbio e trabalho em conjunto com o setor suíno, e busca atualizar e complementar as Resoluções Senasa 834/2002 e 555/2006, que estabelecem medidas de prevenção a doenças de interesse produtivo e comercial, como a peste suína clássica e a triquinelose, respectivamente.

Com a atualização da regulamentação, busca-se aumentar o conhecimento sobre o nível de biossegurança e as práticas de manejo aplicadas pelos estabelecimentos de suinocultura , com o objetivo de aumentar a sensibilidade da vigilância epidemiológica de risco e melhorar o cenário de ação frente a eventuais entrada de doenças exóticas (não presentes em nosso país).

O projeto prevê que os proprietários dos estabelecimentos de suínos designem formalmente um veterinário credenciado como gerente técnico da operação, que deverá apresentar ao Senasa a forma de classificação da propriedade em termos de biossegurança, com base em uma série de variáveis ??relacionadas às características do instalações, gestão sanitária e gestão ambiental.

Uma vez que a norma seja implementada, os estabelecimentos que iniciam as atividades de produção de suínos devem cumprir os requisitos estabelecidos. Para fazendas pré-existentes, espera-se conceder um período de adaptação ao padrão de suas fazendas.

É importante destacar que o crescimento e desenvolvimento que a produção de suínos experimentou na última década na Argentina, bem como as projeções de crescimento da atividade e instalação de granjas maiores, representam um grande desafio em relação aos cuidados com o meio ambiente, saúde suína, bem-estar animal e saúde pública.

A adequação da regulamentação atual é fundamental para a coleta de informações de saúde e gestão que permitam enriquecer o cadastro informatizado do Senasa e, ao mesmo tempo, acompanhar o crescimento desse setor produtivo.

Os interessados ??podem analisar o projeto que ficará em consulta pública até o próximo dia 5 de fevereiro, às 17h, e fazer seus comentários, acessando aqui.

Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade