Alltech
Peste Suína Africana AveSui Inside Cooperativas Agroindústrias Bem - Estar Animal América Latina Comentário Suíno Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Genética Geral Insumos Manejo Meio Ambiente Mercado Externo Mercado Interno Nutrição Piscicultura Pesquisa e Desenvolvimento Processamento de Carne Sanidade Sustentabilidade Saúde Animal Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Covid-19

Avançam negociações com a indústria de saúde animal para ampliar produção de vacinas no Brasil

O objetivo é encurtar o calendário de imunização da população com a inclusão de três novos super laboratórios, que hoje produzem  imunizantes para animais

Redação
29-Mar-2021 08:31 - Atualizado em 30/03/2021 12:02

O senador Wellington Fagundes (PL-MT), relator da Comissão Temporária da Covid-19, reuniu-se na última quinta-feira (26/03), com a ministra Tereza Cristina, para alinhar estratégia visando ampliar a produção de até 400 milhões de vacinas contra a SARS Cov2 no Brasil. O objetivo é encurtar o calendário de imunização da população com a inclusão de três novos super laboratórios, que hoje produzem  imunizantes para animais.

Após conhecer detalhes da proposta, a ministra manifestou entusiasmo e integral apoio a iniciativa, gestada a partir  do diálogo do relator da CT Covid-19 com o segmento das indústrias farmacêuticas, através do Sindicato Nacional das Indústrias de Produtos para Saúde Animal (Sindam). Ela se comprometeu a encaminhar a discussão no âmbito do Governo e deve se encontrar nas próximas horas com o novo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga.

Como depoimentos colhidos de técnicos, especialistas e donos de plantas industriais, Wellington Fagundes mostrou à ministra que o segmento tem capacidade de ampliar a produção de vacina em prazo de 90 dias. O setor reúne 28 laboratórios de produção de produtos animais, sendo três deles classificados na categoria NB3+, o mais elevado nível de biossegurança, exigido para produção de vacinas.

Entre os laboratórios disponíveis para produção de vacina para a Covid-19 está a Merck & Co. ou Merck Sharp & Dohme, empresa farmacêutica, química e de ciências biológicas global presente em 67 países. As outras duas plantas são da Ceva Brasil, que dispõe de quatro centros internacionais principais, com 19 centros regionais de produção pelo mundo, e a Ouro Fino, que exporta produtos para vários países.

“O que precisa é um entendimento do Brasil com seus organismos, seguindo os acordos internacionais já formulado” – frisou o parlamentar do PL. Ele ressaltou que o objetivo é ampliar a produção de vacinas inativada contra a Covid-19 a partir de semente de trabalho, como a Coronavac – hoje produzida pelo Instituto Butantã.

Na próxima segunda-feira, 29, a Comissão Temporária do Senado reúne representantes da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Ministério da Saúde, Ministério da Agricultura e Ministério da Ciência e Tecnologia, além de representantes das indústrias que produzem imunizantes animais. Até lá, segundo Fagundes, a expectativa é de que se possa colocar em prática “uma concreta para o Brasil resolver de uma vez por todas essa situação que todos nós estamos vivemos, de angústia e sofrimento”.

Presidente da Academia Brasileira de Medicina Veterinária, Josélio Moura, também participou da reunião e reforçou a capacidade dos laboratórios integrarem o ‘esforço humanitário’ em favor da produção de vacina contra a Covid-19. Segundo ele, o agronegócio “pode, mais uma vez, ajudar a salvar o Brasil”. Moura frisou que as indústrias brasileiras “já tem a tecnologia, já tem um parque tecnológico apropriado” e pediu esforço de todos para a produção do imunizante contra a Covid-19:  “A saúde pública não pode esperar”.

Assuntos do Momento

Nutrição de precisão é um novo caminho para a suinocultura
14 de Abril de 2021
Seminário tecnico

Nutrição de precisão é um novo caminho para a suinocultura

Ines Adretta, Professora do Departamento de Zootecnia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, debateu o tema durante o Seminário Técnico Científico de Aves e Suínos

Peste suína e ração de trigo são ameaça para demanda por farelo de soja na China
16 de Abril de 2021
Insumos

Peste suína e ração de trigo são ameaça para demanda por farelo de soja na China

País deve utilizar até 40 milhões de toneladas de trigo para ração na safra 2020/21

Disponible en español Disponible en español
Exportações de carne suína dos EUA caem
15 de Abril de 2021
Comercio internacional

Exportações de carne suína dos EUA caem

No primeiro bimestre do ano, um caso específico é o do México, país que manteve tendência de queda nas importações de carne suína dos Estados Unidos, apresentando contrações em volume e valor.

Disponible en español Disponible en español
Futuro das exportações argentinas está no Sudeste Asiático
15 de Abril de 2021
Mercado Externo

Futuro das exportações argentinas está no Sudeste Asiático

Economista argumentou que é a região do mundo que está aumentando o poder de compra e na qual há uma demanda crescente por produtos suínos.
 

AveSui Online 2021 - Robótica na Produção de Suínos: Case Brasil
13 de Abril de 2021
Tecnologia

AveSui Online 2021 - Robótica na Produção de Suínos: Case Brasil

Giovani Molin apresenta case de aplicação de Robô Alimentador de Suínos

Brasil atua para evitar a Peste Suína Africana e erradicar a PSC no país
16 de Abril de 2021
Saúde Animal

Brasil atua para evitar a Peste Suína Africana e erradicar a PSC no país

Livre de PSA há quatro décadas, o país vem adotando medidas preventivas para evitar um eventual carreamento do vírus ao território brasileiro. Ao mesmo tempo, tem implementado ações visando a erradicação completa da Peste Suína Clássica

Mais assuntos do momento
Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade