Peste Suína Africana AveSui Inside Cooperativas Agroindústrias Bem - Estar Animal América Latina Comentário Suíno Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Genética Geral Insumos Manejo Meio Ambiente Mercado Externo Mercado Interno Nutrição Piscicultura Pesquisa e Desenvolvimento Processamento de Carne Sanidade Sustentabilidade Saúde Animal Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Exportações

Balança comercial abre 2022 com superávit de US$ 1,45 bi

Na comparação com janeiro do ano passado, pela média diária, as exportações cresceram 56,3%, somando US$ 5,84 bilhões, e as importações aumentaram 16%, totalizando US$ 4,40 bilhões

Redação com informações de Sistema Ocepar
11-Jan-2022 08:46

A balança comercial brasileira abriu o ano de 2022 com superávit de US$ 1,45 bilhão na primeira semana de janeiro. Na comparação com janeiro do ano passado, pela média diária, as exportações cresceram 56,3%, somando US$ 5,84 bilhões, e as importações aumentaram 16%, totalizando US$ 4,40 bilhões.

Assim, a corrente de comércio aumentou 36%, alcançando US$ 10,24 bilhões, de acordo com dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex) do Ministério da Economia divulgados nesta segunda-feira (10/01).

Exportações

Na primeira semana do mês, houve crescimento de 131,7% nas exportações da Agropecuária, que somou US$ 939,05 milhões; de 25,6% na Indústria Extrativa, que chegou a US$ 1,49 bilhão; e de 58,8% na Indústria de Transformação, que alcançou US$ 3,38 bilhões.

Agropecuária

Na Agropecuária, a expansão das exportações foi puxada, principalmente, pelo crescimento nas vendas de milho não moído, exceto milho doce (+48,1%); café não torrado (+61,7%) e soja (6.438,2%).

Indústria Extrativa

A Indústria Extrativa registrou aumentos das exportações de fertilizantes brutos, exceto adubos (+5,3%); minérios de alumínio e seus concentrados (+20,5%) e óleos brutos de petróleo ou de minerais betuminosos, crus (+144,2%).

Indústria de Transformação

Já as vendas da Indústria de Transformação foram impulsionadas pelos aumentos das saídas de carnes de aves e suas miudezas comestíveis, frescas, refrigeradas ou congeladas (+94,2%); tabaco descaulificado ou desnervado (+291,5%) e óleos combustíveis de petróleo ou de minerais betuminosos, exceto óleos brutos (+135,2%).

Importações

As importações na primeira semana de janeiro registraram queda de 18,1% em Agropecuária, que somou US$ 85,01 milhões. Já a Indústria Extrativa teve crescimento de 130,5%, chegando a US$ 314,52 milhões nas compras externas, enquanto a Indústria de Transformação aumentou em 13,6% as importações, atingindo US$ 3,93 bilhões.

Do lado da Agropecuária, houve aumento nas compras de animais vivos, não incluídos pescados ou crustáceos (+151,4%); pescado inteiro vivo, morto ou refrigerado (+41,1%) e látex, borracha natural, balata, guta-percha, guaiúle, chicle e gomas naturais (+92,4%). A queda foi influenciada pela redução nas importações de trigo e centeio, não moídos (-12,5%); frutas e nozes não oleaginosas, frescas ou secas (-45,2%); e soja (-93,7%).

Outros minérios

A Indústria Extrativa aumentou principalmente as importações de outros minérios e concentrados dos metais de base (+105,2%); carvão, mesmo em pó, mas não aglomerado (+431,3%); e gás natural, liquefeito ou não (+190,1%).

Elevação

Já a Indústria de Transformação elevou as compras de óleos combustíveis de petróleo ou de minerais betuminosos, exceto óleos brutos (+49,2%); compostos organo-inorgânicos, compostos heterocíclicos, ácidos nucléicos e seus sais, e sulfonamidas (+81%); e adubos ou fertilizantes químicos, exceto fertilizantes brutos (+41,6%). (Ministério da Economia)

Assuntos do Momento

Colheita de soja na Argentina alcança 64,9% da área apta; de milho atinge 25,8%
13 de Maio de 2022
América Latina

Colheita de soja na Argentina alcança 64,9% da área apta; de milho atinge 25,8%

O rendimento médio nacional está em 3.010 quilos por hectare, e a estimativa de produção foi mantida em 42 milhões de toneladas. 

Com a chegada da frente fria, valor do milho sobe e deixa produtores em alerta no Brasil
16 de Maio de 2022
Insumos

Com a chegada da frente fria, valor do milho sobe e deixa produtores em alerta no Brasil

Os valores do milho voltaram a subir na semana passada, interrompendo, portanto, o movimento de queda diária consecutiva que vinha sendo verificado desde o encerramento de abril

Estimativa da Anec para exportação de soja em maio aumenta para 11,4 mi de toneladas e de milho para 1,2 mi de toneladas
18 de Maio de 2022
Insumos

Estimativa da Anec para exportação de soja em maio aumenta para 11,4 mi de toneladas e de milho para 1,2 mi de toneladas

A previsão é de que sejam enviados 11,483 milhões de toneladas de soja em grãos, ante as 10,615 milhões de toneladas projetadas na semana passada. 

Exportação da soja paraense cresce 124%; alimentação de suínos na China é principal destino
17 de Maio de 2022
Exportações

Exportação da soja paraense cresce 124%; alimentação de suínos na China é principal destino

Percentual de crescimento é um comparativo do período de janeiro abril de 2022 ao mesmo quadrimestre do ano passado

Valorização do dólar aumenta preço da soja no Brasil
16 de Maio de 2022
Insumos

Valorização do dólar aumenta preço da soja no Brasil

Segundo pesquisadores do Cepea, a valorização do dólar frente ao Real atraiu importadores para o Brasil, resultando em aumentos no prêmio de exportação e nos preços domésticos da soja

BRF lança projeto piloto para reaproveitamento de resíduos em filiais de grãos
12 de Maio de 2022
ESG

BRF lança projeto piloto para reaproveitamento de resíduos em filiais de grãos

Iniciativa está em sintonia com a agenda ESG da Companhia e com seu compromisso de gestão sustentável da cadeia

Mais assuntos do momento
Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade