Guia Gessulli
Peste Suína Africana AveSui Inside Cooperativas Agroindústrias Bem - Estar Animal América Latina Comentário Suíno Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Genética Geral Insumos Manejo Meio Ambiente Mercado Externo Mercado Interno Nutrição Piscicultura Pesquisa e Desenvolvimento Processamento de Carne Sanidade Sustentabilidade Saúde Animal Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Revista Online

Biogás cresce como solução nas granjas de suínos

A suinocultura é a atividade pecuária com maior número de plantas geradoras de biogás. Com a possibilidade de compensação em propriedades de terceiros, pools de suinocultores tem formalizado parcerias para viabilizar o investimento em unidades de geração energética

Redação
30-Mar-2021 08:44

Os projetos de usinas voltadas à geração energética a partir do biogás vem crescendo com força em todo o país, principalmente no Paraná. Não só os investimentos em usinas, mas os próprios suinocultores têm acreditado neste modelo energético, criando estruturas de geração dentro de suas propriedades rurais. O sistema possibilita a obtenção de créditos junto às operadoras energéticas, reduzindo assim os valores da conta de energia ao “jogar” o excedente gerado na rede elétrica, da mesma forma que se obtém um rico biofertilizante para uso no campo ao final do processo. “Hoje, no Brasil, são 521 plantas de geração de biogás, sendo a maioria de pequeno porte. Mais da metade deste número são de granjas suinícolas, que totalizam 337 plantas”, aponta Felipe Marques, diretor de Desenvolvimento Tecnológico do Cibiogás e consultor em Biogás da UNIDO.

Leia o conteúdo na íntegra:

Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade