Guia Gessulli
11-Set-2018 08:23 - Atualizado em 21/09/2018 09:07
Empresa

Boehringer Ingelheim alcança 8,6 bilhões de euros em vendas líquidas no primeiro semestre

Saúde Animal atingiu cerca de 25% e Produção Biofarmacêutica representou 3% do montante total

A Boehringer Ingelheim, uma das 20 principais companhias farmacêuticas do mundo, alcançou bons resultados financeiros no primeiro semestre de  2018,  obtendo  vendas  líquidas  de  8,6 bilhões de euros. Saúde Humana, a maior área de negócios da empresa, atingiu faturamento líquido de 6,1 bilhões de euros no período, representando cerca de 71% do montante total. Em relação ao primeiro semestre de 2017, tanto Saúde Humana quanto Saúde Animal demonstraram um crescimento entre 4% e 6%.

 "No primeiro semestre de 2018, crescemos em todas as unidades de negócios, mas, como esperado, com um pouco menos de expressão, pois 2017 foi um ano financeiro extraordinariamente bem-sucedido para a nossa companhia", afirmou Hubertus von Baumbach, Presidente do Board of Managing  Directors  (BMD).

Com foco em Inovação, a Boehringer Ingelheim registrou importantes avanços na área de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D), fortalecendo ainda mais a sua base para o desenvolvimento de soluções inovadoras para os pacientes. 65% dos 80 projetos em andamento têm potencial para ser uma descoberta terapêutica altamente inovadora ou até mesmo o primeiro princípio ativo em uma nova classe medicamentosa. Além disso, dois marcos recentes para a farmacêutica foram os bons resultados da empagliflozina no tratamento do diabetes tipo 1, aliada ao uso da insulina, além da rápida designação da FDA (US Food  and  Drug  Administration)  para  o  nintedanibe  no  tratamento  da  esclerose  sistêmica. 

 "Nosso enfoque são as doenças para as quais ainda não há tratamento ou prevenção satisfatórias, tanto em saúde humana quanto animal. Também, no futuro, poderemos oferecer soluções inovadoras que proporcionam uma melhora significativa nas opções terapêuticas – até mesmo como únicas alternativas em algumas doenças", completou Humbertus. Em fármacos para humanos, a empresa atua principalmente nas áreas das doenças cardiometabólicas, oncológicas,  respiratórias,  imunológicas  e  do sistema nervoso central.

 Em Saúde Animal, a farmacêutica gerou cerca de 2 bilhões de vendas líquidas no primeiro semestre de 2018, contribuindo com quase 25% do faturamento líquido total. Os produtos mais vendidos foram os dois antiparasitários Nexgard®, com 331 milhões de euros, e Frontline®, com 215 milhões de euros.

 "Estamos muito contentes com o  desenvolvimento  da  unidade de negócios de Saúde Animal, que vem crescendo satisfatoriamente, apesar do extenso trabalho de integração. Esperamos crescer alinhados com o mercado do setor no ano financeiro de 2018", destacou Michael Schmelmer, Diretor Financeiro da empresa.

 Já as vendas líquidas dos contratos dos negócios em produção biofarmacêutica aumentaram para 298 milhões de euros, representando 3% do total. No 1º semestre de 2018, a Boehringer Ingelheim também fez grandes investimentos. "Recentemente, aprovamos 200 milhões de euros para uma nova fábrica de produtos veterinários na França, a fim de  atender  a  demanda  do  mercado  global,  além  de  230  milhões  de  euros para um novo centro de pesquisa biológica em Biberach, na Alemanha", finalizou Schmelmer.

Redação
Deixe seu Recado