Guia Gessulli
08-Fev-2018 14:24
Economia

BR busca acelerar tratativas para exportação de carne suína à Coreia

De acordo com Eumar Novacki, concluir a exportação para a Coreia é prioridade para o governo

E missão na Ásia, a comitiva brasileira esteve com representantes República da Coreia para acelerar tratativas para exportação de carne suína para o país asiático, informou o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) neste quarta-feira (07/02).

O primeiro encontro do dia foi com representantes do Ministério de Segurança Alimentar e Medicamentos da Coreia. Na pauta brasileira constou pedido de celeridade nas tratativas finais com os asiáticos para a exportação de carne suína e evolução nas tratativas para a exportação da carne bovina brasileira.

O setor tem se mostrado otimista para que o mercado da Coreia do Sul passe a importar a proteína brasileira ainda em 2018. Esse negociação, atrelada a outros mercados será essencial para que o ano de 2018 continue gerando bons e resultados na Balança Comercial brasileira.

Chefiando a comitiva, o secretário-executivo do Mapa, Eumar Novacki, destacou a importância da parceria comercial com a Coreia. “De fato, é muito importante para o Brasil concluir, com rapidez, a exportação de carne suína para a Coreia. Essa é uma pauta prioritária para o governo brasileiro”. No final do ano passado, o Mapa destinou um adido agrícola para tratar das questões comerciais junto à Embaixada do Brasil na Coreia. A intenção do ministério com o apoio técnico é facilitar e acelerar as tratativas com os coreanos sobre os temas ligados a agropecuária.

Segundo autoridades coreanas, a carne suína está na fase final da liberação e o país também avalia a possibilidade de importar carne bovina do Brasil. Como contrapartida comercial, a Coreia quer um Acordo de Livre Comércio com o Mercosul e exportar morangos para o Brasil.

Nesta quinta, a delegação brasileira segue para Cingapura. A comitiva ainda tem encontros bilaterais agendados na Indonésia, Malásia e Emirados Árabes Unidos, quando manterá reuniões com autoridades governamentais e lideranças empresariais desses países até 16 de fevereiro próximo.

Redação
Deixe seu Recado