Guia Gessulli
Peste Suína Africana AveSui Inside Cooperativas Agroindústrias Bem - Estar Animal América Latina Comentário Suíno Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Genética Geral Insumos Manejo Meio Ambiente Mercado Externo Mercado Interno Nutrição Piscicultura Pesquisa e Desenvolvimento Processamento de Carne Sanidade Sustentabilidade Saúde Animal Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Mercado

Brasil deve produzir até 8% mais carne suína em 2020; em 2021, será 3,5%

Até novembro, os embarques registram o recorde de 940,9 mil toneladas

Redação
09-Dez-2020 10:26 - Atualizado em 09/12/2020 12:19

As exportações brasileiras de carne suína devem chegar a 1,030 milhão de toneladas em 2020, de acordo com projeção da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), divulgada nesta quarta-feira (9). O montante é 37% maior que em 2019, quando o país embarcou 750 mil toneladas. A produção brasileira será de 4,3 milhões em 2020, avanço de 8% sobre 2019. Para o ano que vem, a ABPA projeta 4,4 milhões de toneladas.

Até novembro, os embarques registram o recorde de 940,9 mil toneladas, o que é 39,5% a mais do que no mesmo período de 2019 – com 674,2 mil toneladas. Em receitas, os 11 primeiros meses somaram US$ 2,079 bilhões – incremento de 47,1% sobre 2019. 

O forte ritmo das exportações deve se manter em 2021, aponta a ABPA. A projeção é de um aumento que varia entre 4,9% e 10% -- ou seja, entre 1,08 milhão e 1,1 milhão de toneladas embarcadas. 

No caso da disponibilidade para o mercado interno, a ABPA avalia que em 2020 tanto pode se manter no mesmo patamar – 3,220 milhões de toneladas – quanto crescer 2% -- chegando a 3,3 milhões de toneladas.

 

ABPA REFUTA DEPENDÊNCIA DA CHINA

A China comprou 50% de toda a carne suína brasileira exportada. Foram 468,57 mil toneladas em 2020 -- até novembro -- contra 217,8 mil toneladas no mesmo período de 2019. Um incremento de 115%. Apesar de concentrar esse volume, o presidente da ABPA, Ricardo Santin, aponta que a concentração das exportações para a China não são exclusivas do Brasil.

O Canadá, segundo dados levantados pela ABPA, levou à China 44% do seu volume embarcado. A União Europeia, por sua vez, concentrou 63% dos embarques da proteína ao gigante asiático. Já os Estados Unidos, enviou para a China 36% dos seus embarques de carne suína.

 

Assuntos do Momento

11 de Maio de 2021
Mercado

Produção de suínos na China deve crescer 19% em 2021

Segundo Ministério da Agricultura e Assuntos Rurais da China (MARA), a expansão agressiva da capacidade de fazendas de grande escala em 2020 gerou um aumento estimado no abate de suínos para a China

Novos recursos na economia beneficiam o consumo de suínos
10 de Maio de 2021
Economia

Novos recursos na economia beneficiam o consumo de suínos

No momento, restam ainda mais de R$ 9 bilhões em recursos para serem contratados no Plano Safra 2020/2021

Análise de Mercado - Frango em alta e preço do suíno cai em três estados
10 de Maio de 2021
Mercado

Análise de Mercado - Frango em alta e preço do suíno cai em três estados

Entre os dias 03 e 07 de maio, o preço do frango vivo eleva sua cotação, com exceção de MG que mantém o valor estável. Suíno vivo teve queda de 1,11% em SC, 2,54% no PR e 2,12% no RS

Disponible en español Disponible en español
Na Colômbia carne de porco começa a faltar nos lares
11 de Maio de 2021
América Latina

Na Colômbia carne de porco começa a faltar nos lares

A produção diária na Colômbia é de 1.300 toneladas de carne suína e devido aos efeitos da greve nacional, 720 toneladas / dia deixaram de ser produzidas e comercializadas

Preços do suíno vivo e da carne se enfraquecem, aponta Cepea
13 de Maio de 2021
Mercado

Preços do suíno vivo e da carne se enfraquecem, aponta Cepea

Segundo estudos, a venda de carne no mercado doméstico está enfraquecida

Disponible en español Disponible en español
Greve Nacional na Colômbia com risco de desnutrição em fazendas de suínos
13 de Maio de 2021
Sanidade

Greve Nacional na Colômbia com risco de desnutrição em fazendas de suínos

O presidente da PorkColombia afirmou que em algumas fazendas do país estão contando as horas para iniciar o abate em massa porque não há comida para os porcos

Mais assuntos do momento
Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade