AveSui
Peste Suína Africana AveSui Inside Cooperativas Agroindústrias Bem - Estar Animal América Latina Comentário Suíno Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Genética Geral Insumos Manejo Meio Ambiente Mercado Externo Mercado Interno Nutrição Piscicultura Pesquisa e Desenvolvimento Processamento de Carne Sanidade Sustentabilidade Saúde Animal Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
ABPA

Brasil deve produzir em 2021 até 4,7 milhões de toneladas de carne suína, alta de 6%

É o que projeta a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), conforme levantamento divulgado há pouco, em coletiva de imprensa.

Redação com informações de Broadcast
29-Set-2021 14:06 - Atualizado em 30/09/2021 10:05

O Brasil deve produzir em 2021 até 4,7 milhões de toneladas de carne suína, um crescimento de cerca de 6% em relação às 4,436 milhões de toneladas do ano passado. É o que projeta a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), conforme levantamento divulgado há pouco, em coletiva de imprensa.

Desse total, a estimativa é de que cerca de 1,1 milhão de toneladas a 1,15 milhão de toneladas sejam direcionadas para a exportação, o que seria uma alta de até 12% na comparação com 2020, quando foram embarcados 1,024 milhão de toneladas do produto. Enquanto isso, para o consumo doméstico, a previsão é de aumento de 5,5%, para 3,6 milhões de toneladas este ano. Já o consumo anual per capita deve crescer 5% na mesma base comparativa, de 16,06 quilos por habitante para 16,9 quilos por habitante.

Há pouco, durante coletiva de imprensa para apresentação dos dados, o presidente da ABPA, Ricardo Santin, disse que a carne suína tem sido a estrela entre as proteínas de aves e de ovos, com um forte desempenho das exportações. De janeiro a agosto, por exemplo, o volume embarcado cresceu 11,5% na comparação com igual período do ano passado, para 757 mil toneladas. Em relação ao faturamento, a alta é de 17% nos primeiros oito meses do ano.

Segundo Santin, o cenário internacional ainda é muito positivo para as vendas externas do Brasil. Nos Estados Unidos, a entidade observa um baixo estoque de carne suína em armazéns refrigerados e acredita que o alto custo da ração deve manter a produção moderada neste segundo semestre. Na Tailândia, as agroindústrias de suínos estão fechando por causa de um novo surto da variante delta da covid-19, enquanto na Europa a Espanha vem se consolidando como o maior exportador do bloco, mas o encarecimento dos grãos e as menores exportações podem limitar o crescimento da produção no terceiro trimestre.

A China ainda é o principal destaque nas exportações de carne suína do Brasil, conforme a ABPA. E, embora a entidade esteja buscando abrir novos mercados para a carne suína, continua monitorando os novos focos de peste suína africana no território chinês, que seguem se espalhando. "Os chineses reduziram a meta de rebanho de matrizes para o período de 2021 a 2025 e a nova meta agora foi fixada entre 37 milhões e 41 milhões de matrizes", comentou Santin. A meta anterior era de 40 milhões a 43 milhões de cabeças.

Para 2022, a perspectiva é de que a produção brasileira de carne suína fique entre 4,8 milhões e 4,85 milhões de toneladas, um crescimento de até 4% na comparação com a projeção de 2021. As exportações, por sua vez, podem ser até 13% maiores na mesma base comparativa, podendo atingir 1,25 milhão de toneladas. A ABPA informou, ainda, que o consumo doméstico tende a aumentar até 5,5% em 2022, para até 3,7 milhões de toneladas, com o consumo per capita podendo chegar a 17,5 kg/ano, 5% maior do que neste ano.

Assuntos do Momento

Ano de 2022 inicia com preço do suíno em queda e custos em alta
20 de Janeiro de 2022
Análise de Mercado

Ano de 2022 inicia com preço do suíno em queda e custos em alta

O presidente da ABCS, Marcelo Lopes, explica que o final do ano de 2021 foi frustrante em relação aos preços pagos ao produtor, e reforçou que o crescimento acelerado da produção de suínos dos últimos anos está apresentando a conta para o setor

Suinocultores pedem socorro
19 de Janeiro de 2022
Comentário Suinícola

Suinocultores pedem socorro

Nesta semana tivemos mais uma baixa no preço pago ao produtor, movimentação que traz uma preocupação muito forte, pois ninguém mais sustenta uma atividade pagando caro para trabalhar

Disponible en español Disponible en español
Hong Kong relata surto de peste suína africana
19 de Janeiro de 2022
China

Hong Kong relata surto de peste suína africana

Notícia foi informada pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) nesta segunda-feira

20 de Janeiro de 2022
Mercado Interno

O preço do suíno vivo registra queda intensa neste mês

Motivo da queda foi a combinação de vendas lentas e oferta elevada de animais para abate

Com investimentos em alta no Oeste Paranaense, empresas expõem tecnologias em construção de galpões na AveSui
17 de Janeiro de 2022
AveSui América Latina

Com investimentos em alta no Oeste Paranaense, empresas expõem tecnologias em construção de galpões na AveSui

A região é considerada o maior agro cluster da América Latina e vem recebendo fortes investimentos de cooperativas, agroindústrias e empresas ligadas à cadeia produtiva de proteína animal

Ministra Tereza Cristina defende medidas para contenção de PSA
18 de Janeiro de 2022
PSA

Ministra Tereza Cristina defende medidas para contenção de PSA

Foco da doença foi identificado na República Dominicana em novembro, mas Brasil não registra casos desde o fim da década de 1970

Mais assuntos do momento
Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade