Mayekawa SI
05-Set-2019 10:40
Sanidade

Cerca de 7400 suinocultores na Bulgária solicitam indenização devido a perdas pela PSA

Doze distritos na Bulgária são afetados pela doença e milhares de animais foram abatidos

Mais de 7400 pedidos foram apresentados por suinocultores na Bulgária, que aguardam indenização pelos suínos mortos por causa de surtos de peste suína africana, disse o ministro da Agricultura, Desislava Taneva, durante o período de perguntas no Parlamento nesta quinta-feira (05/09).

Até agora, mais de 2,2 milhões foram pagos, disse Taneva, de acordo com um relatório da Rádio Nacional da Bulgária.

Doze distritos na Bulgária são afetados pela infecção com milhares de suínos de criações comerciais sendo abatidos, enquanto os proprietários de quintal receberam ordens para eliminar os animais ou enfrentar sanções, juntamente com o abate obrigatório.

Em uma das áreas onde houve um surto, Golyamo Vranovo, 1000 matrizes devem ser abatidas.

Existem planos para atualizar a legislação da Bulgária sobre biossegurança, disse Taneva. Ela descreveu as maneiras pelas quais os agricultores que destruíram voluntariamente os animais continuariam sendo ajudados.

"Quando não há medidas básicas de biossegurança, o risco é alto; portanto, com o objetivo de interromper a intensidade realmente alta no início de julho, as medidas mais impopulares foram tomadas desde o final de junho".

As alterações à Lei de Conservação da Caça e Caça, adotadas por unanimidade pela primeira leitura do Parlamento, prevê que o Ministério da Agricultura possa, por ordem, alterar os prazos de caça e regular o número de unidades populacionais de caça de javalis em caso de risco.

Caroline Mendes/Redação SI
Deixe seu Recado