Guia Gessulli
11-Out-2018 09:00
Mercado

Com abertura de mercado milionário, suinocultura mineira e goiana miram avanço nas exportações

Dois dos estados líderes de embarques no Brasil terão sua cadeia produtiva avaliada pela Expedição Suinocultura durante o mês de outubro

Novo parceiro comercial da suinocultura brasileira, a Índia tem a segunda maior população mundial, com 1,3 bilhão de habitantes, segundo a Organização das Nações Unidas (ONU), e tem uma economia que cresce acima de 6% por ano, segundo o Banco Mundial. Com isso, Minas Gerais e Goiás, quarto e quinto colocados nas exportações brasileiras da proteína animal, já miram o avanço de seus embarques. Neste cenário, a Expedição Suinocultura visitará, durante o mês de outubro, granjas, agroindústrias e associações de produtores nos estados.

A Índia é um dos mercados mais desejados pelo agronegócio mundial, principalmente para a suinocultura e avicultura, visto que por questões religiosas a carne bovina não é consumida na região. “O país tem aumentado sua renda per capita, o que gera um investimento maior na alimentação pelas pessoas, principalmente com a proteína animal. E em um país com a população na casa do bilhão, cada grama de carne suína consumida gera um lucro milionário para o Brasil”, avalia o gerente do Núcleo de Agronegócio Gazeta do Povo e coordenador da Expedição Suinocultura, Giovani Ferreira.

Minas Gerais é o quarto maior produtor nacional de suínos (464 mil toneladas), sendo responsável por 12,1% de todo abate no país em 2017, segundo dados do Ministério da Agricultura Pecuária e Bastecimento (Mapa). O estado também fica na quarta posição em exportações, tendo embarcado 8 mil toneladas da proteína animal no primeiro semestre de 2018, de acordo com a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA). A Expedição irá conhecer mais sobre a produção mineira nas cidades de Pará de Minas, na região metropolitana de Belo Horizonte, e Patos de Minas, situada no Triângulo Mineiro.

Já a visita em Goiás será na cidade de Rio Verde, quarta maior população estadual e situada na região sudoeste goiana. O estado foi o quinto maior exportador de carne suína nos primeiros seis meses do ano, com 6 mil toneladas embarcadas, segundo informações da ABPA.

Redação Ai/SI
Deixe seu Recado