Agroceres Multimix SI
Peste Suína Africana AveSui Inside Cooperativas Agroindústrias Bem - Estar Animal América Latina Comentário Suíno Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Genética Geral Insumos Manejo Meio Ambiente Mercado Externo Mercado Interno Nutrição Piscicultura Pesquisa e Desenvolvimento Processamento de Carne Sanidade Sustentabilidade Saúde Animal Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Economia

Com exportações, Alegra mantém o ritmo de suas vendas de carne suína

Com a menor demanda interna pelo produto, a empresa investiu forte no comércio internacional, com vendas principalmente para o Sudeste Asiático

Redação SI
15-Jan-2021 10:03

A Alegra, indústria de alimentos derivados da carne suína, obteve no mercado externo a principal alternativa para suprir a queda de demanda doméstica pelo produto suíno. Com queda de 30% no mercado interno, a solução foi buscar os embarques como solução. “Em abril, nós perdemos 30% do mercado interno, nacional. Para reorganizar, direcionamos mais volume para a exportação e, ao fim do mês, ficamos somente 7% abaixo do total de faturamento”, explica o superintendente da Alegra Matthias Rainer Tigges.

Dentre os países que compram mercadoria da indústria paranaense, Hong Kong, Singapura e Vietnã estão entre os cinco maiores compradores do Brasil, de acordo com a ABPA. Até o momento, em 2020, os países foram responsáveis pela importação 143,1 mil toneladas (Hong Kong), 45,5 mil toneladas (Singapura) e 36,9 mil toneladas (Vietnã) da carne suína brasileira. “Os principais mercados compradores da Alegra, atualmente, são Hong Kong, com 40% do volume de exportação, Vietnã, com 26%, e Singapura, com 17%. Além deles, mais de 30 países estão na nossa lista de exportação, muitos deles nos Emirados Árabes, África e América do Sul”, conta Tigges.

A indústria de alimentos Alegra é a união das cooperativas de origem holandesa, Frísia, Castrolanda e Capal, que constituem o grupo Unium. Uma empresa que combina condições de trabalho ideais aliando tecnologia, equipamentos de última geração, preocupação com o bem-estar dos animais e sustentabilidade em seu parque industrial, sempre primando pela excelência em seu produto final, que utiliza as melhores carnes suínas.

Atualmente, a Alegra conta com um volume de produção de 9 mil toneladas e certificação para o abate de 3500 suínos por dia. Ao todo, são 1660 colaboradores diretos, além de 118 cooperados, que fornecem a matéria-prima para a produção da indústria.

Em 2017, a marca conquistou o reconhecimento internacional quanto às Práticas de Bem- estar Animal no abate, tornando-se a primeira planta brasileira a receber essa certificação em bem-estar suíno, pela WQS.

 

Exportações brasileiras e paranaenses

A pandemia da Covid-19 trouxe para o setor alimentício, o desafio da realocação de vendas e destino de produtos. Com uma alta de 40,4%, a exportação de carne suína foi uma das soluções encontradas pelas indústrias para manter os rendimentos. Foram 853,4 mil toneladas que seguiram rumo a outros países, de acordo com levantamentos feitos pela Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA).

O estado do Paraná, ainda de acordo com a Associação, figurou no terceiro lugar em volume de exportação de carne suína, totalizando 117,4 mil toneladas nos 10 primeiros meses de 2020. Os primeiros postos ficaram com o Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Para Matthias, a indústria paranaense ainda tem desafios a serem superados para subir no ranking. “Um dos desafios da exportação de carne suína do Paraná é a certificação internacional de estado livre de aftosa. O reconhecimento global da erradicação da aftosa no nosso estado abriria portas para a exportação para outros continentes e aumentaria as possibilidades de crescimento das indústrias paranaenses.

 

Assuntos do Momento

Aurora Alimentos é eleita a campeã do prêmio "Melhores do Agronegócio"
01 de Dezembro de 2021
Reconhecimento

Aurora Alimentos é eleita a campeã do prêmio "Melhores do Agronegócio"

Avaliados pela Serasa Experian, resultados que levaram à escolha da cooperativa catarinense levaram em conta dados financeiros e ações de responsabilidade socioambiental

Exportações do agronegócio registraram recorde em outubro de 2021
03 de Dezembro de 2021
Recorde

Exportações do agronegócio registraram recorde em outubro de 2021

Elevação dos preços médios de exportação foi determinante para o incremento das vendas externas

01 de Dezembro de 2021
Agroindústrias

Grupo de investimentos avalia riscos em empresas de carnes

FAIRR Initiative identificou melhora generalizada em companhias de todo o mundo, mas uso de água e gestão de resíduos ainda estão longe do ideal

De olho nos investimentos em galpões para aves e suínos no oeste do PR e Tríplice Fronteira, Lages Patagonia confirma participação na AveSui
29 de Novembro de 2021
AveSui 2022

De olho nos investimentos em galpões para aves e suínos no oeste do PR e Tríplice Fronteira, Lages Patagonia confirma participação na AveSui

A empresa do segmento de estruturas pré-fabricadas para construção civil tem executado obras na Argentina, Paraguai e oeste paranaense

Governo de SC anuncia R$ 27,7 milhões em investimentos para Videira e região
29 de Novembro de 2021
Investimento

Governo de SC anuncia R$ 27,7 milhões em investimentos para Videira e região

Os recursos serão aplicados em agricultura, educação, educação especial, além de transferências diretas às cidades

Ministra Tereza Cristina afirma que passou da hora do produtor receber por serviço ambiental
30 de Novembro de 2021
Sustentabilidade

Ministra Tereza Cristina afirma que passou da hora do produtor receber por serviço ambiental

Para a ministra da Agricultura, desafio do crédito e capacitação em assistência técnica e extensão rural ainda são desafios que o país precisa superar

Mais assuntos do momento
Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade