Alltech
Peste Suína Africana AveSui Inside Cooperativas Agroindústrias Bem - Estar Animal América Latina Comentário Suíno Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Genética Geral Insumos Manejo Meio Ambiente Mercado Externo Mercado Interno Nutrição Piscicultura Pesquisa e Desenvolvimento Processamento de Carne Sanidade Sustentabilidade Saúde Animal Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Comentário

Conheça Três estratégias para reduzir o custo de produção de suínos

"Seja em tempos desafiadores ou prósperos, reduzir o custo da produção é importante porque todos os suinocultores estão procurando maneiras de manter a granja sempre rentável."

Dayane Rivaroli

Analista de Marketing e Pesquisa da Alltech

01-Abr-2021 08:45 - Atualizado em 01/04/2021 14:29

Vamos encarar: produzir suínos de forma rentável é um trabalho ardúo. Otimizar o resultado das granjas para se manter competitivo é um desafio por si só, mas adicionar custos flutuantes na alimentação, novas regulamentações e um mercado imprevisível é um mix de tarefas que pode parecer assustador. Além disso, as interrupções na cadeia de suprimentos exacerbam ainda mais a necessidade dos produtores de minimizarem perdas.

Seja em tempos desafiadores ou prósperos, reduzir o custo da produção é importante porque todos os suinocultores estão procurando maneiras de manter a granja sempre rentável.

Três estratégias para reduzir o custo de produção de suínos

Os custos com alimentação podem representar até 70% dos custos de produção. É imprescindível que os suinocultores adaptem suas estratégias nutricionais para maximizar a eficiência alimentar dos animais. Aqui estão três maneiras de reduzir os custos de produção sem afetar o desempenho do seu rebanho:

1. Redução dos custos de alimentação dos suínos

A pressão para reduzir os custos de alimentação e o esforço contínuo para obter uma ração mais equilibrada e formulada com ingredientes menos caros e mais disponíveis,  são os maiores desafios que a produção animal enfrenta atualmente. Cerca de 25% dos nutrientes disponíveis nos ingredientes da ração não podem ser totalmente utilizados pelo animal devido a fatores anti-nutricionais. Tendo isso em mente, produtores de todo o mundo estão fazendo um esforço conjunto para reduzir o custo de produção e maximizar a eficiência alimentar com base em tecnologias nutricionais, que visam o bem-estar animal e a sustentabilidade.

Os suinocultores buscam aumentar a digestibilidade dos nutrientes fornecidos na ração como forma de gerenciar gastos demasiados com matérias-primas encontradas no mercado para a produção de ração. O aumento da digestibilidade dos nutrientes auxilia:

  • Na disponibilidade de mais nutrientes para o animal absorver;
  • Na melhoria do desempenho, permitindo que os animais tenham um menor tempo de terminação, abastecendo o mercado mais rapidamente;
  • Nos custos mais baixos com a dieta

Tecnologias nutricionais como Allzyme® SSF, têm sido utilizadas para diferentes aplicações que vão desde a inserção da soja na dieta até a digestão enzimática dos alimentos. O complexo de enzimas exclusivo Allzyme SSF promove melhor custo-benefício, maximizando o potencial da dieta em cada estágio de crescimento do animal. Desenvolvida por meio de fermentação em estado sólido (SSF), a solução multienzimática Allzyme SSF funciona em sinergia com a ração fornecida aos suínos, otimizando o uso dos nutrientes — incluindo aminoácidos, energia, cálcio e fósforo — ao mesmo tempo em que melhora o uso de matérias-primas.

Esse complexo oferece aos nutricionistas e formuladores um grau de flexibilidade na formulação de dietas e, por sua vez, a liberação de mais nutrientes para o suíno, o que leva à redução de custos para o produtor.

2. Melhorando a eficiência do suíno, começando pela matriz

Nos últimos anos, a genética tem desempenhado um papel importante na melhoria da eficiência das matrizes reprodutoras, aumentando o número de suínos produzidos por porca/ano. À medida que o tamanho da ninhada aumenta, o peso ao nascer do leitão diminui e a desuniformidade da ninhada aumenta. O baixo peso ao nascer é um dos principais fatores que influenciam na taxa de mortalidade pré-desmame, e os menores pesos ao desmame muitas vezes resultam em um crescimento mais lento e carcaças com maior deposição de gordura.

O aumento do peso ao nascer pode:

  • Melhorar a variabilidade do leitão
  • Ajuda a reduzir o número de animais que requerem maiores cuidados
  • Diminui as taxas de mortalidade pré-desmame
  • Melhora o peso ao desmame dos leitões

Tudo o que você quer que o leitão receba nutricionalmente vem através da matriz até o desmame do animal, por isso é importante que o programa de nutrição da matriz seja totalmente implementado conforme o planejado e que ela possa transferir elementos e nutrientes vitais, como os microminerais encontrados no  Bioplex®  e  Sel-Plex®

Atualmente existem tecnologias no mercado que estão sendo utilizadas de forma diferente  do que no passado para melhorar o desempenho reprodutivo da matriz. Confira abaixo como o  programa de Gestão de Minerais da Alltech pode auxiliar :

  • Aumento do número de leitões nascidos vivos
  • través do fornecimento de minerais orgânicos para a matriz, é possível aumentar o peso ao nascer de suínos menores na ninhada (Kalaw et al., 2009)
  • Aumenta a uniformidade do lote no desmame e na terminação até o abate (Ma et al., 2020).

A redução da desuniformidade de peso ao desmame permite aos suinocultores um melhor acesso ao mercado de carne suína, já que reduz a variação de peso no abate. A redução da desuniformidade no abate também diminui potencialmente as perdas no processamento da carne, aumentando a receita e a produção de carne por animal (Cheng, Claudy, Que e Schinckel, 2019).

Além disso, os minerais orgânicos da linha Bioplex demonstraram que há uma menor degradação de vitaminas provenientes da dieta, assim como de enzimas. Uma redução na eficácia das enzimas ou na atividade da vitamina pode levar a um aumento no custo ou a uma queda na produtividade. Pesquisas demonstram que há várias enzimas que têm suas atividades  fortemente reduzidas na presença de minerais inorgânicos e que são menos danificadas quando expostas a minerais na forma orgânica, como o Bioplex (Santos, Connolly e Murphy, 2014).

3. Melhorar o consumo de água

Você acha que a água que seus animais consomem tem efeito sobre o desempenho e produtividade, aumentando assim os custos de produção? O consumo de água de um animal é tão importante quanto a ingestão de alimentos:  aqueles não bebem água suficiente não consomem ração suficiente. Os suínos tendem a beber cerca de 10% de seu peso corporal de água por dia, ou seja, cerca de duas vezes a quantidade de ração que comem.

Manter o pH em uma faixa mais baixa por um período maior de tempo reduz as condições que permitem que bactérias prejudiciais se proliferem. Adicionar acidificadores, como Acid-Pak 4-Way®, à água potável é uma abordagem eficaz para a acidificação, especialmente quando a ingestão é baixa ou variável. Abaixo algumas razões:

  • Reduz o pH de água e o mantém em uma faixa mais favorável (<5 pH)
  • Aumenta a palatabilidade da água, ajudando os suínos mais jovens a beberem água prontamente
  • Melhora a ingestão de água, o que, por sua vez, melhora a capacidade do suíno de digerir a ração
  • Leva a uma melhor atividade enzimática

Acid-Pak 4-Way tem sido tipicamente usado após o desmame ou durante períodos de stress.

O custo da produção de suínos

Embora inúmeras variáveis possam afetar os custos de produção, entender os fatores que afetam a qualidade da alimentação e implementar um programa de garantia de qualidade permitirão que a melhor nutrição possível seja entregue aos seus suínos, ajudando  os suinocultores a economizar dinheiro e, assim, aumentar a rentabilidade da produção.

 

Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade