Basf SI
Peste Suína Africana AveSui Inside Cooperativas Agroindústrias Bem - Estar Animal América Latina Comentário Suíno Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Genética Geral Insumos Manejo Meio Ambiente Mercado Externo Mercado Interno Nutrição Piscicultura Pesquisa e Desenvolvimento Processamento de Carne Sanidade Sustentabilidade Saúde Animal Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Crédito

Cooperativa de agricultores familiares de Palmeira cresce com apoio do Programa Coopera PR

O programa repassou R$ 393,4 mil, com os quais foram adquiridos um veículo de transporte com baú refrigerado, uma câmara fria e freezer, que ajudarão no armazenamento e transporte de produtos da agricultura familiar

Redação, com informações AEN
20-Mai-2022 08:12

A Cooperativa da Agricultura Familiar de Palmeira (CAFPAL) recebeu oficialmente nesta quinta-feira (19) um veículo e equipamentos para agilizar e ampliar a comercialização. Os recursos foram viabilizados por meio do programa Coopera Paraná, da Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento, que destinou R$ 393.416,00 à entidade. O valor possibilitou a aquisição de veículo de transporte (150 CV) com baú refrigerado (R$ 356.060,00) e uma câmara fria e freezer (R$ 37.356,00).

O projeto prevê a melhoria no processo de pós-colheita dos produtos com investimentos na infraestrutura de armazenamento e transporte. Com isso será possível aumentar a quantidade e diversidade de produtos comercializados pela cooperativa, incluindo aqueles com valor agregado, como os panificados (dentre os quais, alguns utilizam centeio e trigo dos próprios produtores), geleias e doces, sucos e conservas (pepino, beterraba, cenoura, picles).

A união dos produtores tende a reduzir custos e aumentar os ganhos. O Paraná tem 171 pequenas cooperativas de agricultores que estão construindo seu espaço no mercado por meio de programas do Estado, apontou o secretário estadual da Agricultura e do Abastecimento, Norberto Ortigara.

“Temos o dever, como unidade agrícola, de fomentar esse tipo de iniciativa, com o Coopera Paraná, que seleciona organizações a partir de critérios que incluem aspectos sociais e ambientais, ou outros programas como o Banco do Agricultor, Compra Direta Paraná, além de assistência técnica e tecnologia da informação”, disse.

O prefeito de Palmeira, Sérgio Belich, destacou que o município está entre os 20 principais produtores paranaenses, com leite, frango, milho, soja, hortaliças e frutas em destaque. “O Coopera Paraná tem contribuído muito para o crescimento da agricultura familiar do nosso Estado”, afirmou. Ao falar sobre a importância do trabalho conjunto de municípios e administração estadual, ele anunciou que a prefeitura pretende ceder terreno para a cooperativa construir sua sede própria.

O presidente da CAFPAL, Ismael Lourenço Albink, agradeceu a equipe da Seab e do Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná Iapar-Emater (IDR-Paraná) pelo apoio, e contou que o projeto beneficia, além dos produtores, as escolas da cidade. “Agora elas receberão produtos da agricultura familiar para a refeição de seus alunos com mais qualidade e rapidez na entrega dos alimentos”, disse.

Albino acrescentou que a aquisição dos equipamentos é mais uma motivação para a cooperativa buscar um local para construir sua sede própria. “No futuro desejamos nos tornar uma cooperativa central da agricultura familiar da região”, declarou.

“Essa iniciativa permite a ampliação e diversidade dos produtos comercializados, com melhores condições de armazenamento. Eles podem ser distribuídos em diferentes mercados compradores, como a Feira do Mercado Municipal, Feira dos Orgânicos, cestas entregues pelos produtores às famílias vulneráveis, além das participações no PNAE e PAA”, explicou o coordenador do programa Coopera Paraná, Jefferson Meister.

CAFPAL – Criada em 20 de maio de 2011, atualmente a CAFPAL conta com 102 sócios, sendo 33,33% mulheres, 2,94% assentados/as pelo PNRA e 0,98% quilombolas, tendo em sua gestão atual a participação de 50% de mulheres como dirigentes. É uma cooperativa que possui produtores e produtos orgânicos.

Ao longo da sua trajetória, tanto a organização quanto seus associados foram assessorados por organizações de assistência técnica e extensão rural, com destaque para o trabalho do antigo Instituto Paranaense de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater), atual IDR-Paraná, e da Agência de Desenvolvimento do Extremo Oeste do Paraná (Adeop), por meio dos programas governamentais Pró-Rural e Mais Gestão, respectivamente.

Em 2020, teve faturamento aproximado de R$ 450 mil, produzindo 130 toneladas de alimentos de grande variedade, entre os quais se destacam as frutas (in natura e processadas em forma de sucos, doces e geleias), olerícolas, panificados (bolos, cucas, pães caseiros), ovos, feijão e derivados de milho crioulo. Seu principal mercado atualmente é o PNAE (municipal e estadual), com vendas de aproximadamente R$ 300 mil, e a comercialização de sementes e mudas, com vendas de aproximadamente R$ 150 mil.

Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade