Guia Gessulli
13-Out-2020 11:15 - Atualizado em 13/10/2020 11:30
Recorde

Custos de produção de suínos e de frangos de corte sobem mais de 6% em agosto

ICPSuíno avançou 6,60% em relação ao mês anterior, um novo recorde nominal. Já ICPFrango fechou com alta de 6,23%

Os custos mensais de produção de suínos e de frangos de corte, calculados Central de Inteligência de Aves e Suínos (Cias), da Embrapa, tiveram uma forte elevação em agosto. O ICPSuíno chegou aos 288,40 pontos, +6,60% em relação ao mês anterior, e novo recorde nominal do índice. Já o ICPFrango fechou o oitavo mês de 2020 em 282,48 pontos, +6,23% em comparação a julho, e também chegou à pontuação mais alta desde sua criação.

custos, fotos atualizadas ,
Custos

A alta do ICPSuíno foi puxada pela variação de 5,93% nos gastos com a nutrição dos animais (que chega a 17,63% em 2020 e, nos últimos 12 meses, já acumula 24,71%). O custo por quilo vivo de suíno produzido em sistema de ciclo completo em Santa Catarina passou dos R$ 4,73 em julho para um valor também recorde de R$ 5,04 em agosto.

Já o ICPFrango acumula agora 20,56% de alta em 2020 (e +25,96% nos últimos 12 meses). A nutrição das aves (5,18%) e os pintos de um dia (0,70%), foram os itens que mais subiram no período. Com isso, o custo de produção do quilo do frango de corte vivo no Paraná passou dos R$ 3,44 em julho para R$ 3,65 em agosto.

custos, fotos atualizadas ,
Custos

Redação
Deixe seu Recado