Guia Gessulli
11-Out-2019 09:19 - Atualizado em 11/10/2019 10:02
TvGessulli

DESTAQUES - Cobertura do Ovum 2019 e uma notícia ruim para a suinocultura

A Avicultura Industrial está no Peru, onde faz a cobertura do Ovum 2019. E no Brasil, a PSC chega a Alagoas

Resumo da Notícia

  • 26º Congresso Latino-americano de Avicultura ocorre até esta sexta-feira (11), na Esplanada da Costa Verde, em Lima, no Peru
  • Associação Latinoamericana de Avicultura (ALA) deve ser presidida agora será presidida por Luis Eduardo Valle Coello, de Honduras
  • Hoje é comemorado o Dia Mundial do Ovo
  • Alagoas registra primeiro caso de PSC após 25 anos

E sob o lema “Juntos criamos o alimento do futuro na América Latina para o mundo”, o 26º Congresso Latino-americano de Avicultura ocorre até esta sexta-feira (11), na Esplanada da Costa Verde, em Lima, no Peru. O evento aborda questões de grande importância para o desenvolvimento do setor, como consumidor do futuro, tecnologia para a indústria avícola e a indústria avícola como aliada da segurança alimentar. Declarado como um evento de interesse nacional pelo Estado peruano, o Ovum 2019 reúne mais de 5.000 pessoas de 35 países, além da participação de 200 empresas expositoras e 600 stands que em uma área de 50.000 m2. A revista Avicultura Industrial, mais tradicional publicação do setor na América Latina, está presente com uma cobertura completa do mercado avícola no continente. Ainda é possível visitar nosso stand, Circular 11.

A Associação Latinoamericana de Avicultura (ALA) deve ser presidida, a partir deste mês, por Luis Eduardo Valle Coello. Ele assume após a gestão de dois anos de Apolônio Suárez Orbezo, que é presidente da Associação Peruana de Avicultura (APA). Coello foi eleito durante a assembleia geral ordinária da ALA, realizada durante o 26º Congresso Latinoamericano de Avicultura – Ovum 2019

E o Índice de Preços Agropecuários paulista registrou alta de 0,43% em setembro. O movimento foi puxado pela valorização de 1,77% dos preços dos produtos de origem animal. Dentre os itens do segmento, destaca-se a carne suína, com alta de 24,39% e os ovos com elevação de 19,39%. a carne de frango registrou alta de 3,55%.

E hoje é comemorado o Dia Mundial do Ovo. O alimento que foi vilão durante muitos anos tem se consolidado como proteína saudável e uma das mais consumidas em todo o mundo. Atualmente, o consumo per capita do brasileiro é de 212 ovos por ano. A avicultura de postura é um dos segmentos mais pujantes da economia brasileira e responsável pelo sustento de milhares nos principais produtores, como os municípios de Santa Maria de Jetibá, no Espirito Santo, e Bastos, em São Paulo.

E nas exportações, na primeira semana de outubro as exportações de carne de frango in natura somaram 78,1 mil toneladas remessadas ao exterior. Os primeiros quatro dias úteis do mês registraram uma média diária de 19,5 mil toneladas, 37,2% maior que a média do mês de setembro e 27,1% maior que a média registrada para o mês de outubro de 2018.  No total as exportações somaram US$ 124,8 milhões nessa primeira semana.

Os valores pagos pelo suíno vivo estão em trajetória de recuperação nos estados produtores. A melhora nos preços aos produtores ocorre principalmente em São Paulo e nos estados da região Sul. De acordo com a Associação Paulista dos Criadores de Suínos (APCS), o quilo do animal vendido vivo nesta última semana chegou a R$ 5,38. O valor representa alta de 6,32% em relação ao praticado na última semana de setembro. A valorização ocorre simultaneamente ao avanço das exportações brasileiras de carne suína.

Apesar do avanço, a suinocultura brasileira está em alerta. O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento confirmou foco de Peste Suína Clássica em Alagoas. O caso foi registrado em zona não livre da doença e notificado à Organização Mundial de Saúde Animal (OIE). O foco foi confirmado no município de Traipu, em criatório de suínos, sem vínculo com sistemas de produção tecnificados. A última ocorrência de PSC em Alagoas havia sido registrada em 1994.

Redação AI/SI
Deixe seu Recado