Syngenta
Peste Suína Africana AveSui Inside Cooperativas Agroindústrias Bem - Estar Animal América Latina Comentário Suíno Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Genética Geral Insumos Manejo Meio Ambiente Mercado Externo Mercado Interno Nutrição Piscicultura Pesquisa e Desenvolvimento Processamento de Carne Sanidade Sustentabilidade Saúde Animal Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Bem-Estar

Diário Oficial da União publica novas regras para o transporte de animais

Redação/Fernanda Oliva
28-Jun-2017 14:56 - Atualizado em 28/06/2017 16:34

suinocultura, fotos atualizadas ,
São considerados animais de produção ou interesse econômico os mamíferos (bovinos, bubalinos, equídeos, suínos, ovinos, caprinos e coelhos) e as aves de produção.
Nesta segunda-feira, o Diário Oficial da União publicou novas regras para o transporte de animais vivos. Considerando que os problemas de bem-estar animal estão frequentemente relacionados com as condições do ambiente físico e social, como distância percorrida, tipo e condições dos veículos, condução do veículo, densidade e composição do grupo de animais; após 1º de julho de 2019 todos os veículos de transporte de animais vivos fabricados devem atender a requisitos voltados para o bem-estar animal. O não cumprimento das regras implicará em multa baseada na Lei 9605, 1998, de crimes ambientais.

Entre as atualizações, a nova regra determina que o veículo seja construído ou adaptado e mantido de forma a evitar sofrimento desnecessário e ferimentos, bem como para minimizar agitação dos animais, a fim de garantir a manutenção da vida e o bem-estar animal. Além disso, o veículo deve ser adaptado à espécie e categoria de animais transportados, com altura e largura que permitam que os animais permaneçam em pé durante a viagem, a exceção das aves, e com abertura de tamanho compatível para embarque e desembarque da respectiva carga viva.

As normas também preveem que o transporte seja resistente e compatível com o peso e movimento dos animais transportados; indicar de forma visível na parte traseira da carroceria do veículo um número de telefone de emergência, sendo que a lotação de animais deve estar de acordo com as recomendações específicas do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa); permitindo a circulação de ar em todo o seu interior garantindo a ventilação necessária para o bem-estar animal.

personalidades, fotos atualizadas ,
Cleandro Pazinato Dias, acredita que as novas regras representam o início de uma mudança
Médico veterinário, Cleandro Pazinato Dias, acredita que as novas regras representam o início de uma mudança. “Essa resolução, em primeiro lugar, é positiva porque representa um avanço. Mas se for olhar ‘a miúda’ ela deixa algumas margens que podem ser negativas no futuro, que é o fato de não exigir a obrigatoriedade de que todos os veículos sejam adequados e também o fato de que o condutor não é obrigado a fazer um curso capacitação para condução de cargas vivas - seria uma demanda interessante que outros países exigem. E no Brasil não vemos ter isso”, aponta. “Porém, passamos a ter alguma regulação que antes não tinha”.

Com experiência na área de suínos, atuando em empresas de consultoria, genética e nutrição na implantação e gerenciamento de projetos suinícolas independentes e integrados, Pazinato pontua que as agroindústrias já estão num processo de adequação há algum tempo. “É certo que na agroindústria, nas indústrias de equipamentos, ninguém vai mais querer produzir qualquer tipo de veículo que não atenda as exigências de bem - estar animal, mesmo antes dessa data qualquer empresa que atua no transporte vai se guiar por essa Resolução”, entende citando o exemplo da Frimesa, para onde prepara um curso para os profissionais de transporte. “Para as agroindústrias e empresas, na área de aves e suínos, que estão mais avançados em tecnologia não vai ser problema. Elas já estão adiantadas ou bem próximas disso. Então, até chegar essa data, acho difícil algum prestador de serviço com um veículo velho atuar para uma grande agroindústria se não atender isso aqui”, afirma.

As regras devem ser cumpridas pelo condutor, proprietário do veículo e dos animais, podendo ser responsabilizada por quaisquer desacordos com as leis ambientais, de sanidade agropecuária e de proteção animal. As determinações, instituídas pelo Conselho Nacional de Trânsito (Cotran) regulamentam o transporte de animais por meio de veículo automotor, tendo em vista que o transporte rodoviário é o mais utilizado em nosso país e as condições em que os animais são transportados podem impactar no bem-estar dos mesmos.

São considerados animais de produção ou interesse econômico os mamíferos (bovinos, bubalinos, equídeos, suínos, ovinos, caprinos e coelhos) e as aves de produção. Saiba mais AQUI 

Assuntos do Momento

Preço do suíno vivo sobe em vários estados
20 de Setembro de 2021
Análise de Mercado

Preço do suíno vivo sobe em vários estados

Após um começo de mês nada animador para o segmento, a última semana registrou novos aumentos em várias praças. Valor poderia ser maior, mas baixo poder aquisitivo da população segue impedindo.

Situação é preocupante na suinocultura com custos superando preço do animal vivo
16 de Setembro de 2021
Custos

Situação é preocupante na suinocultura com custos superando preço do animal vivo

Quadro afeta especialmente os produtores independentes, que têm menos poder de fogo nas negociações de grãos para ração

Disponible en español Disponible en español
O endividamento e as oscilações de preços fazem com que muitos suinocultores na China abandonem a esperança de retorno
14 de Setembro de 2021
Mercado Externo

O endividamento e as oscilações de preços fazem com que muitos suinocultores na China abandonem a esperança de retorno

Para capitalizar a duplicação dos preços em 2019, os cinco maiores produtores de carne suína procuraram  se expandir rapidamente e aumentaram sua dívida bruta em quase três vezes em dois anos e meio

Preços do milho seguem tendências distintas entre regiões, mas recuos prevalecem
20 de Setembro de 2021
Insumos

Preços do milho seguem tendências distintas entre regiões, mas recuos prevalecem

De acordo com colaboradores do Cepea, a liquidez segue baixa, com muitos compradores ausentes do mercado – esses agentes sinalizam ter estoques, pelo menos para curto prazo, e estão à espera de novas desvalorizações

16 de Setembro de 2021
Bloqueios nos embarques

Mais quatro países suspendem compras de carne do Brasil após caso de vaca louca

Além de China e Arábia Saudita, Egito, Irã, Indonésia e Rússia adotaram a medida após a confirmação da doença em Minas Gerais e Mato Grosso

China compra até 6 cargas de soja do Brasil para outubro/novembro, dizem traders
16 de Setembro de 2021
Exportação

China compra até 6 cargas de soja do Brasil para outubro/novembro, dizem traders

Os acordos foram assinados em momento em que terminais de exportação ao longo da Costa do Golfo dos Estados Unidos, na Louisiana, o polo de transporte de grãos mais movimentado do país, têm buscado se recuperar de danos

Mais assuntos do momento
Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade