Basf SI
Peste Suína Africana AveSui Inside Cooperativas Agroindústrias Bem - Estar Animal América Latina Comentário Suíno Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Genética Geral Insumos Manejo Meio Ambiente Mercado Externo Mercado Interno Nutrição Piscicultura Pesquisa e Desenvolvimento Processamento de Carne Sanidade Sustentabilidade Saúde Animal Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Processamento de Carne

Diferenças interindividuais na percepção sensorial de bacon defumado utilizando agrupamento de variáveis latentes

O perfil sensorial baseado na resposta do consumidor foi determinado usando o questionário CATA. Diferenças interindividuais foram identificados usando o método inovador chamado CLUSCATA. Cada cluster apresentou um perfil sensorial diferente, mostrando a importância deste tipo de análise quanto à percepção dos consumidores

Redação
13-Out-2021 14:15

O bacon defumado é um produto cárneo amplamente consumido no Brasil principalmente pelas suas propriedades sensoriais, formadas no processo de defumação. Diferentes pesquisas estudaram as propriedades físicas e químicas do bacon. No entanto, as propriedades sensoriais sempre foram um complemento (Saldaña et al., 2019). Portanto, o estudo das propriedades sensoriais do bacon defumado deve ser abordado não apenas como um complemento, mas também como a principal fonte de informação que ajudará no sucesso do produto.

A percepção sensorial dos consumidores é de extrema importância no desenvolvimento de produtos cárneos. Nesse contexto, diferentes métodos sensoriais foram desenvolvidos na última década como Mapeamento Projetivo, Free Sorting Task, e o questionário CATA, entre outros. Este último método tem se destacado tanto no âmbito industrial quanto no acadêmico devido a sua facilidade de uso pelos consumidores, facilitando assim respostas intuitivas, mais próximas da realidade. No entanto, a análise sensorial clássica está cada vez mais preocupada com as diferenças interindividuais dos consumidores. Por exemplo, a percepção de um consumidor de 60 anos do sexo masculino será totalmente diferente de uma jovem de 18 anos do sexo feminino (Sandell; Hoppu; Laaksonen, 2018). Portanto, surge a necessidade de estudar os diferentes grupos de consumidores por meio de diferentes técnicas estatísticas. Recentemente foi desenvolvido o método CLUSCATA (Llobell et al., 2019) em que agrupa os consumidores usando as variáveis latentes associadas à análise de correspondência, método multivariado comumente utilizado na análise de resultados CATA.

Confira a matéria completa na edição 302 da Revista Suinocultura Industrial

Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade