Guia Gessulli
Peste Suína Africana AveSui Inside Cooperativas Agroindústrias Bem - Estar Animal América Latina Comentário Suíno Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Genética Geral Insumos Manejo Meio Ambiente Mercado Externo Mercado Interno Nutrição Piscicultura Pesquisa e Desenvolvimento Processamento de Carne Sanidade Sustentabilidade Saúde Animal Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Crescimento

Em 2050, a produção agrícola no México crescerá 62%

Num exercício de prevenção, o Grupo Consultor de Mercados Agrícolas lançou uma série de projeções para a produção agrícola, nas quais avançou que no mundo este indicador aumentará 36%, porém no México estabelecerá uma taxa positiva para crescer 62%

Redação com informações de Porcicultura
14-Set-2021 12:33

Segundo estimativas do Grupo Consultor de Mercados Agrícolas (GCMA), até 2050 a produção agrícola do México aumentará 62%, cifra que indica que o país terá, no futuro, segurança nesta área.

Fernando Cruz Morales, consultor associado da entidade, explicou que este crescimento vai mesmo ultrapassar a estimativa para a população nacional, que se prevê ser da ordem dos 26% nas próximas três décadas.

Explicou que o aumento do número de habitantes do país será acompanhado por uma melhor situação econômica, maior poder aquisitivo e maior demanda por alimentos de qualidade, o que representa o desafio de gerar bens que atendam a essa qualidade.

Ele esclareceu que, para a indústria, isso significa que não será suficiente produzir, mas fornecer bens agroalimentares de alto valor nutricional, saudáveis, seguros e disponíveis em todos os momentos através da adoção de novas tecnologias e investimento em pesquisa.

Juan Carlos Anaya , diretor geral da GCMA, lembrou que de 1994 a 2021, a produção de alimentos no México cresceu 84%, enquanto a densidade populacional aumentou mais de 40%, o que demonstra sua resiliência e prosperidade.

Explicou que vários fatores têm causado mudanças importantes para o setor agroalimentar mundial, como a crise climática e as pandemias (peste suína africana e Covid-19), além das guerras comerciais.O diretor do órgão consultivo concluiu que os diferentes segmentos da indústria estão adotando novos modelos de produção, baseados na sustentabilidade , novos acordos comerciais, políticas públicas e inovação, tendências que continuarão a ditar o futuro do setor.

Assuntos do Momento

Haiti registra mais um caso de Peste Suína Africana nas Américas
21 de Setembro de 2021
Ocorrência Sanitária

Haiti registra mais um caso de Peste Suína Africana nas Américas

A ocorrência foi confirmada ontem (20/09) pela OIE; é o segundo caso da enfermidade na América Latina, o que acende um alerta ainda maior em toda a suinocultura da região

Preço do suíno vivo sobe em vários estados
20 de Setembro de 2021
Análise de Mercado

Preço do suíno vivo sobe em vários estados

Após um começo de mês nada animador para o segmento, a última semana registrou novos aumentos em várias praças. Valor poderia ser maior, mas baixo poder aquisitivo da população segue impedindo.

Situação é preocupante na suinocultura com custos superando preço do animal vivo
16 de Setembro de 2021
Custos

Situação é preocupante na suinocultura com custos superando preço do animal vivo

Quadro afeta especialmente os produtores independentes, que têm menos poder de fogo nas negociações de grãos para ração

Preços do milho seguem tendências distintas entre regiões, mas recuos prevalecem
20 de Setembro de 2021
Insumos

Preços do milho seguem tendências distintas entre regiões, mas recuos prevalecem

De acordo com colaboradores do Cepea, a liquidez segue baixa, com muitos compradores ausentes do mercado – esses agentes sinalizam ter estoques, pelo menos para curto prazo, e estão à espera de novas desvalorizações

20 de Setembro de 2021
EUA

Nos EUA, deputados democratas pedem recursos para prevenir peste suína africana

Grupo de deputados pediu US$ 75 milhões em recursos para que autoridades de saúde animal previnam e se preparem para um possível surto de PSA no país

Competitividade da carne de frango frente à suína é a menor em 9 anos
17 de Setembro de 2021
Mercado

Competitividade da carne de frango frente à suína é a menor em 9 anos

Levantamento do Cepea mostra que, na média deste mês (até o dia 15), a diferença entre a carcaça especial suína, também comercializada na Grande São Paulo, e o frango inteiro é de apenas 1,19 Reais/kg

Mais assuntos do momento
Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade