11-Jul-2017 17:17
Exportação

Embargos totais de carne de frango chegam a 0,42% e 0,21% de suínos

Com uma crise de imagem causada pelas investigações da Operação Carne Fraca, atingindo a reputação do setor de proteína animal,  a suspensão dos embarques para diversos mercados foi inevitável. O resultado dessas investigações podem ser vistas em mercados que ainda restringem as importações da carne brasileira. Conforme levantamentos feitos pela Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), divulgados nesta terça-feira (11/07), os embargos totais em vigor (oficialmente informados) representam o equivalente a 0,42% dos embarques de carne de aves e 0,21% das exportações de carne suína (conforme números de 2016).

Após um intenso trabalho promovido pelo Governo Federal, com o apoio da ABPA – em relação a aves e suínos – os esclarecimentos foram prestados.  Hoje, poucos embargos totais perduram.  As suspensões em vigor, em sua maior parte absoluta, se referem às 21 plantas (dentre elas,  quatro exportadoras de aves e de suínos) que foram suspensas, após determinação do Ministério da Agricultura brasileiro. 

Os mercados que ainda permanecem fechados ao Brasil, de acordo com a associação, são: São Vicente e Granadinas, República do Congo, Moçambique, Santa Lucia, Trinidad e Tobago, Benin, Zimbábue, São Cristóvão e Nevis e Argélia (somente bovinos).

Redação/Fernanda Oliva
Deixe seu Recado