Mayekawa SI
06-Set-2019 11:35
Acordo

Embrapa e cidade de SC desenvolvem projeto de gestão ambiental

Acordo integra ações dos projetos de um modelo de gestão ambiental para áreas com produção intensiva de animais e outro sobre uso de biogás

A Embrapa Suínos e Aves e o município de Presidente Castello Branco, em Santa Catarina, assinaram contrato de cooperação técnica, nesta semana. O acordo integra ações dos projetos “Desenvolvimento de um modelo de gestão ambiental para áreas com produção intensiva de animais no Sul do Brasil - SMART" e "Transferência de tecnologias para produção e uso de biogás e fertilizantes a partir do tratamento de dejetos de suínos e aves no âmbito do Plano ABC". O contrato foi assinado pelo prefeito Ademir Miotto e a chefe geral do centro de pesquisa de Concórdia, Janice Zanella. Também estiveram presentes o secretário de Agricultura e Meio Ambiente do município, Claudino Kieling, representantes da equipe técnica da Secretaria e integrantes do projeto da Embrapa.

O pesquisador Cláudio Miranda fez uma apresentação do projeto SMART, que tem como objetivo desenvolver um modelo de gestão ambiental integrada voltado para bacias hidrográficas com produção intensiva de animais localizadas na região Sul do Brasil, tendo por base a abordagem multicritérios e a geoespacialização da informação, o que garante a precisão dos dados gerados.

O município de Presidente Castello Branco foi identificado com potencial para a realização de algumas atividades previstas no âmbito do projeto SMART, que já está em execução. "Elegemos esse município como uma das áreas piloto para a realização do projeto por conta da concentração da produção animal, bem como o interesse demonstrado pelo governo do município", explicou Miranda. Segundo o IBGE, o município de 1.568 habitantes e 65,577 km2 tem 251 estabelecimentos rurais, com 455 mil aves, 52 mil suínos e 2,4 mil vacas de ordenha alojadas.

O documento assinado assegura o apoio e a facilitação das ações do projeto por parte do município de Presidente Castello Branco. Em contrapartida, a Embrapa se compromete a transferir tecnologias relacionadas ao manejo dos dejetos, proteção ambiental e organização da informação, desenvolvendo uma primeira versão do cadastro ambiental do meio rural do município, contendo informações geoespacializadas dos imóveis rurais.

Redação AI/SI
Deixe seu Recado