Basf SI
Peste Suína Africana AveSui Inside Cooperativas Agroindústrias Bem - Estar Animal América Latina Comentário Suíno Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Genética Geral Insumos Manejo Meio Ambiente Mercado Externo Mercado Interno Nutrição Piscicultura Pesquisa e Desenvolvimento Processamento de Carne Sanidade Sustentabilidade Saúde Animal Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
ABPA

Exportações de carne suína devem ter queda de 3% em 2022 mas em 2023 deve crescer 9%

De acordo com as projeções da ABPA os embarques devem retomar crescimento neste segundo semestre e crescer até 9% em 2023

Redação
28-Jul-2022 15:22

Em coletiva realizada nesta quinta-feira (28/07), a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) apresentou as projeções atualizadas para o mercado de proteína animal. No caso da carne suína a produção deve crescer 5% em 2022, com o consumo interno crescendo 8% este ano chegando 18 kg per capta e também com a retomada do crescimento das exportações no segundo semestre.

Nas exportações o ano deve fechar com até 1,1 milhão de toneladas embarcadas, registrando um recuo de 3% em relação a 2021. Porém com a retomada do crescimento no segundo semestre em 2023 os embarques de carne suína devem crescer 9% chegando a 1,2 milhão de toneladas embarcadas.

O presidente da entidade, Ricardo Santin, apontou que o Brasil cresceu em participação exportações chegando a 11% do mercado global. Outros grandes exportadores mantiveram ou registraram queda na participação.

Santin afirma que esses resultados positivos para o Brasil são reflexos da diversificação dos mercados. Enquanto China reduziu suas compras, Filipinas, Argentina, Tailândia, Singapura, Rússia e Japão registraram aumento de 278%, 72%, 964%, 45%, 6% e 8% respectivamente.

Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade