Guia Gessulli
09-Set-2019 10:43
Sanidade

Filipinas reporta primeiro caso de PSA

Mais de 7.400 animais foram abatidos em fazendas em vilarejos nas províncias de Rizal e Bulacan

Testes de laboratório confirmaram que a peste suína africana causou a morte de suínos em pelo menos sete aldeias perto de Manila. Um órgão de várias agências será criado para garantir que a doença altamente contagiosa não se espalhe mais, disseram autoridades filipinas na segunda-feira.

O secretário de Agricultura, William Dar, disse em entrevista coletiva que 16 das 20 amostras de sangue enviadas para um laboratório britânico apresentaram resultado positivo para a doença, mas mais testes foram necessários.

"O que nos atingiu não sabemos entre as 35 cepas", disse Dar, referindo-se às diferentes cepas do vírus com graus variados de letalidade. Ele apelou a jornalistas para ajudar o governo a evitar alarmes públicos que poderiam prejudicar a criação de porcos local.

Mais de 7.400 animais foram abatidos em fazendas em vilarejos nas províncias de Rizal e Bulacan que temiam ter sido atingidos pela infecção viral nos últimos meses.

O Departamento de Agricultura está verificando relatos de infecções em outras áreas, disse Dar, mas ele se recusou a identificar as áreas.

Apesar da confirmação das infecções, as autoridades Filipinas estão controlando o problema e apertarão ainda mais as verificações de quarentena, inclusive em aeroportos e portos marítimos, e reprimirão o contrabando de carne importada para evitar surtos em grande escala, disseram autoridades. Eles garantiram que a oferta e os preços da carne suína permaneceriam normais.

"A indústria de suínos é uma das indústrias mais críticas do país. Não permita que seja afetada em grande escala", afirmou Dar. "Tudo o que deve ser feito pelo governo com a ajuda do setor privado está sendo feito."

 

Redação AI com informações Al jazeera
Deixe seu Recado