Alltech SI
Peste Suína Africana AveSui Inside Cooperativas Agroindústrias Bem - Estar Animal América Latina Comentário Suíno Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Genética Geral Insumos Manejo Meio Ambiente Mercado Externo Mercado Interno Nutrição Piscicultura Pesquisa e Desenvolvimento Processamento de Carne Sanidade Sustentabilidade Saúde Animal Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Rio Grande do Sul

Fiscais agropecuários farão treinamento em boas práticas e bem estar animal

Objetivo do treinamento é atualizar as técnicas de insensibilização em bovinos, suínos, aves e peixes, bem como melhorar o controle nesta etapa

Redação
17-Abr-2019 09:30

Os fiscais agropecuários que atuam no Rio Grande do Sul podem se inscrever para treinamento gratuito com foco em boas práticas e bem estar animal. A capacitação, promovida pelo Ministério da Agricultura (Mapa) em parceria com a Secretaria Estadual da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr), ocorre de 23 a 25 de abril, no município de Marau. O curso é destinado a auditores fiscais federais, fiscais estaduais agropecuários e aos fiscais municipais, bem como aos médicos veterinários que atuam com extensão rural e fomento.

O principal objetivo do treinamento é atualizar as técnicas de insensibilização em bovinos, suínos, aves e peixes, bem como melhorar o controle nesta etapa. Segundo o veterinário Richard Alves, diretor da Associação dos Fiscais Agropecuários do Rio Grande do Sul (Afagro), a insensibilização é um ponto crítico muito importante, e o fiscal que atua no frigorífico deve estar atento ao momento em que ela ocorre.

“O abate precisa ter a insensibilização bem feita para que o animal não sinta dor e nem tenha alguma reação aversiva ou outras sensações que não estejam de acordo com o bem estar animal”, alerta Alves. Segundo ele, a capactiação é importante para que o fiscal agropecuário consiga avaliar bem os pontos críticos pelo qual o animal passa ao longo do processo da produção agropecuária.

No treinamento, ainda será abordada a etapa do transporte de animais vivos. Desde 2017, com novo Regulamento de Inspeção Industrial e Sanitária de Produtos de Origem Animal (RIISPOA), o embarque também passou a ser controlado pelo fiscal que fica na indústria. Na hora do desembarque, devem ser observadas informações como horário de embarque para saber há quanto tempo o animal está em jejum, por exemplo.

Outro tema que será abordado na capacitação é a legislação e a fiscalização do bem estar animal em uma perspectiva jurídica. Para falar sobre este assunto, o curso contará com a participação da advogada especialista Carolina Toschi Maciel, da Humane Society International, para esclarecer dúvidas sobre as normas que norteiam a atuação da fiscalização agropecuária neste controle.

A Afagro acredita que a atualização constante dos fiscais é importante para que eles possam desempenhar sua função sempre da melhor forma possível, de acordo com as normas vigentes. Pelo menos 30 fiscais estaduais agropecuários ligados à entidade devem participar do treinamento, que é gratuito e ocorrerá das 8h às 18h, durante três dias, na Casa de Cultura de Marau. Os servidores fazer contato pelo e-mail [email protected] 

 

Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade