AveSui
Peste Suína Africana AveSui Inside Cooperativas Agroindústrias Bem - Estar Animal América Latina Comentário Suíno Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Genética Geral Insumos Manejo Meio Ambiente Mercado Externo Mercado Interno Nutrição Piscicultura Pesquisa e Desenvolvimento Processamento de Carne Sanidade Sustentabilidade Saúde Animal Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie

Forte alta do preço da soja no Brasil

Valor Online
31-Jul-2002 08:49 - Atualizado em 20/04/2016 14:35
Da Redação 31/07/2002 - Os preços pagos pela soja no Brasil atingiram novo recorde ontem, com a elevação das cotações futuras na bolsa de Chicago e a desvalorização do real diante do dólar. No Porto de Paranaguá, a saca era negociada a R$ 37, ante R$ 36,20 na segunda-feira, de acordo com a Agência Rural.

Em outras regiões do país também houve aumento, de até R$ 1 sobre a média verificada no dia anterior. Em Rondonópolis (MT), a saca chegou a ser vendida a R$ 31,70; em Lucas do Rio Verde (MT), subiu de R$ 29,10 no início do dia para R$ 29,60. Já no sul do Mato Grosso do Sul o produtor obtinha R$ 32,20 livres por saca, segundo a Granos Corretora.

A expressiva elevação dos preços animou o produtor a vender.

"Negociamos no dia o equivalente a toda a semana passada", afirma Carlos D`Ávalo, da Granos. Os negócios nos dias anteriores foram escassos devido às quedas de preços futuros em Chicago, em três pregões seguidos, e à instabilidade do câmbio. "O mercado ficou sem referência e foi difícil aproximar as ofertas do produtor e do comprador", diz Fernando Muraro, da Agência Rural.


A diminuição dos estoques torna o produtor ainda mais seletivo nos negócios, observa Anderson Galvão, da MPrado Consultoria. De acordo com levantamento da empresa, apenas 16% da safra brasileira ainda se encontra nas mãos dos produtores - percentual semelhante ao registrado nos últimos anos. O volume a ser vendido ainda chega a 24% da safra no Sul do país, mas não passa de 10% no Centro-Oeste e de 7% na região Nordeste.

A valorização dos preços em Chicago atingiu ontem 12 centavos (2,3%) no contrato para setembro, que fechou a US$ 5,315 por bushel. A principal razão para a alta foi o relatório de situação das lavouras americanas divulgado após o pregão da segunda-feira, com condições piores do que previa o mercado. As áreas "boas e excelentes" ficaram em 45%, dois pontos acima do último relatório mas abaixo dos 49% esperados depois que chuvas caíram sobre regiões produtoras. O percentual "ruim e muito ruim" permaneceu em 22%.

O mercado já espera uma revisão para baixo da produtividade projetada pelo USDA para a safra, de 44,5 para 43 sacas por hectare. Se confirmada a queda, a produção americana cairia das 78 milhões de toneladas estimadas atualmente para 76 milhões.

Assuntos do Momento

Ano de 2022 inicia com preço do suíno em queda e custos em alta
20 de Janeiro de 2022
Análise de Mercado

Ano de 2022 inicia com preço do suíno em queda e custos em alta

O presidente da ABCS, Marcelo Lopes, explica que o final do ano de 2021 foi frustrante em relação aos preços pagos ao produtor, e reforçou que o crescimento acelerado da produção de suínos dos últimos anos está apresentando a conta para o setor

Suinocultores pedem socorro
19 de Janeiro de 2022
Comentário Suinícola

Suinocultores pedem socorro

Nesta semana tivemos mais uma baixa no preço pago ao produtor, movimentação que traz uma preocupação muito forte, pois ninguém mais sustenta uma atividade pagando caro para trabalhar

20 de Janeiro de 2022
Mercado Interno

O preço do suíno vivo registra queda intensa neste mês

Motivo da queda foi a combinação de vendas lentas e oferta elevada de animais para abate

Disponible en español Disponible en español
Hong Kong relata surto de peste suína africana
19 de Janeiro de 2022
China

Hong Kong relata surto de peste suína africana

Notícia foi informada pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) nesta segunda-feira

Com investimentos em alta no Oeste Paranaense, empresas expõem tecnologias em construção de galpões na AveSui
17 de Janeiro de 2022
AveSui América Latina

Com investimentos em alta no Oeste Paranaense, empresas expõem tecnologias em construção de galpões na AveSui

A região é considerada o maior agro cluster da América Latina e vem recebendo fortes investimentos de cooperativas, agroindústrias e empresas ligadas à cadeia produtiva de proteína animal

Ministra Tereza Cristina defende medidas para contenção de PSA
18 de Janeiro de 2022
PSA

Ministra Tereza Cristina defende medidas para contenção de PSA

Foco da doença foi identificado na República Dominicana em novembro, mas Brasil não registra casos desde o fim da década de 1970

Mais assuntos do momento
Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade