Peste Suína Africana AveSui Inside Cooperativas Agroindústrias Bem - Estar Animal América Latina Comentário Suíno Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Genética Geral Insumos Manejo Meio Ambiente Mercado Externo Mercado Interno Nutrição Piscicultura Pesquisa e Desenvolvimento Processamento de Carne Sanidade Sustentabilidade Saúde Animal Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Agricultura

Governo de São Paulo, entidades e empresas do agronegócio lançam Programa Milho+ SP

Iniciativa vai impactar 100 mil agricultores para levar o Estado à autossuficiência de produção do grão até 2030

Redação
03-Mai-2022 15:43

O Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Agricultura e Abastecimento, a Abramilho -- Associação Brasileira dos Produtores de Milho e as empresas Corteva Agriscience, Valtra (marca do Grupo AGCO) e Yara Brasil lançam o Programa Milho+ SP. O anúncio ocorreu hoje durante a 27ª Agrishow - Feira Internacional de Tecnologia Agrícola em Ação, em Ribeirão Preto/SP.

Até 2030, o objetivo é ampliar a produção em larga escala do grão no estado de São Paulo em 7,7 milhões de toneladas por ano, para 11 milhões de toneladas, em busca da autossuficiência entre produção e consumo, com foco em regiões com potencial agrícola e gap de produtividade.

O Milho+ SP prevê o fomento à adoção de tecnologias em pequenas propriedades para o aumento da produção local e à produção do milho por grandes empresas do agronegócio instaladas no Estado. A iniciativa pretende impactar 100 mil agricultores, em 1 milhão de hectares.

A iniciativa consolida um ecossistema de produtividade, que envolve diferentes etapas como conhecimento agronômico e manejo ideal para a lavoura, adoção tecnológica em insumos e em equipamento/maquinário, acesso ao crédito e ao seguro, treinamentos e conexão com indústrias e tradings para escoar a produção.

“Esta é uma iniciativa inédita, da qual a Secretaria da Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo se orgulha em participar, com todo seu empenho, conhecimento e parceria”, explica Francisco Matturro, Secretário de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo.

Segundo pesquisa realizada pela consultoria Horizon Company, atualmente, o Estado de São Paulo produz 3,3 milhões de toneladas de milho e há um consumo local estimado em 8,9 milhões de toneladas. A diferença, 5,6 milhões de toneladas, é hoje suprida pela vinda do grão de outros Estados brasileiros. Ainda de acordo o estudo, São Paulo possui 15,8 milhões de hectares para lavoura, com 5,4 milhões de hectares já ocupados pelo cultivo de cana-de-açúcar.

O Milho+ SP iniciará no Noroeste do Estado, em regiões que apresentam aptidão e cenário positivo em logística, clima e mercado consumidor.

Suporte aos agricultores

As empresas Corteva Agriscience, Valtra e Yara Brasil têm realizado treinamentos para os técnicos da Coordenadoria de Assistência Técnica Integral -- CATI, agência de extensão da Secretaria de Agricultura, sobre as melhores tecnologias e a combinação no manejo do milho para que seja possível plantar com as mais modernas técnicas de cultivo, melhorando a produtividade. Os extensionistas do CATI levarão estes conhecimentos aos agricultores, por meio de capacitações e assistência técnica.

“A Corteva apoia o Programa Milho+SP para fomentar o desenvolvimento e a produtividade do milho no Estado e proporcionar um suporte ainda mais completo ao produtor rural da região, por meio de um portfólio integrado em sementes, biotecnologia, proteção de cultivos, soluções biológicas e ferramentas digitais. Ao longo da jornada, ao identificarmos a necessidade de novos desenvolvimentos em tecnologia, abriremos novos desafios dentro do Cubo Agro, iniciativa do Cubo Itaú, projeto em que a Corteva é uma das mantenedoras. As agtechs participantes poderão contribuir, impulsionando a inovação e levando a transformação tecnológica ao campo”, destaca Roberto Hun, Presidente da Corteva Agriscience para Brasil e Paraguai.

Além disso, com o apoio das empresas, os produtores rurais terão acesso mais fácil a insumos, equipamentos, serviços, inovações tecnológicas e linhas de crédito, visando atender e suprir as necessidades no campo.

“A Valtra tem a estratégia ‘Agricultor em Primeiro Lugar’ (Farmer-first) que direciona nosso foco e iniciativas no produtor. Apoiar o Programa Milho+ SP é contribuir para o salto de produtividade e rentabilidade do produtor, desenvolvimento de comunidades rurais e impulsionamento da produção do cultivo de milho do Estado. Um cenário agrícola de constantes desafios exige inovação e expertise para apoiar os agricultores e, com nossa experiência para extrair o máximo do potencial de máquinas e implementos agrícolas, promovemos uma produção de alimentos eficiente, de qualidade, lucrativa e sustentável. Contribuir para a segurança alimentar no mundo por meio de ações de impacto local é fundamental”, afirma Marcelo Traldi, vice-presidente Fendt e Valtra América do Sul.

Para a Yara Brasil, o Programa Milho+ SP trará impactos positivo para todo o setor. “A sustentabilidade no campo vai além da forma como se produz o alimento, com as melhores práticas e insumos para um futuro neutro em emissões de carbono, mas envolve também a rentabilidade do produtor rural e a construção de uma cadeia sólida e autossuficiente. Nesse sentido, a Yara tem investido grandes esforços também em conexões com as iniciativas privada e pública para contribuir com o desenvolvimento da agricultura sustentável no país e, ao mesmo tempo, construir novos negócios para o campo”, completa Deise DallaNora, diretora de Food Solution Innovation da Yara Brasil.

“Em modelo similar ao programa Prospera desenvolvido na região Nordeste, o Milho+ SP é exemplo concreto e decisivo de assistência técnica e extensão rural, com foco na inclusão do pequeno agricultor às cadeias produtivas do moderno agronegócio. A iniciativa promove acesso à boas práticas e tecnologias, que transformam uma agricultura que era de subsistência em um negócio profissional vinculado ao mercado. Por meio do esforço coletivo, contribui para a evolução do indivíduo e fortalece a viabilidade ainda maior da expansão necessária, devido à forte demanda, da produção do grão no estado e consequentemente no País", acentua Cesario Ramalho, presidente institucional da Abramilho.

Assuntos do Momento

23 de Junho de 2022
Mercado Interno

Mesmo com entrada de 2ª quinzena, preços no mercado de suínos sobem

Segundo pesquisadores do Cepea, no caso do animal vivo, esse movimento de reação é influenciado pela baixa disponibilidade de suíno em peso ideal para abate, pelo clima ameno e por eventos festivos que favorecem o consumo

CNA pede mais R$ 710 milhões em 2022 para subvenção de apólices da safra verão
23 de Junho de 2022
Seguro Rural

CNA pede mais R$ 710 milhões em 2022 para subvenção de apólices da safra verão

Segundo nota da entidade, o crédito extra é necessário para garantir a cobertura do plantio da próxima safra de verão 2022/23 

21 de Junho de 2022
Exportações

Exportações de carne suína diminuem, mas mercado interno dá sinais de ajuste de oferta

Veja o panorama completo do mercado interno e externo de suínos durante o mês de junho

Aumento da margem de carne suína na China pode beneficiar grandes indústrias, como JBS e BRF
23 de Junho de 2022
Mercado

Aumento da margem de carne suína na China pode beneficiar grandes indústrias, como JBS e BRF

Após a redução no rebanho que vinha ocorrendo em função da diminuição da margem de carne suína na China, maio foi o primeiro mês de aumento do rebanho em 2022

Produção global de carne suína em 2022
22 de Junho de 2022
Comentário Suíno

Produção global de carne suína em 2022

Por Osler Desouzart, CEO da ODConsulting

Cresce a demanda por carne de frango e suína em Posadas, na Argentina
23 de Junho de 2022
Argentina

Cresce a demanda por carne de frango e suína em Posadas, na Argentina

“No total mais ou menos nós argentinos consumimos 110 kg de carne por ano e agora caiu para 47 kg, segundo os últimos dados que são de 2021”, disse Mariela Bernardi, administradora do Mercado Concentrado Posadas.

Mais assuntos do momento
Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade