Guia Gessulli
10-Dez-2018 08:58
Cooperativa

Governo do Paraná confirma apoio a investimento de R$ 1,1 bilhão da Frimesa

Na mesma solenidade, foram confirmados dois financiamentos, de R$ 50 milhões que vão atender as cooperativas Castrolanda e Copacol.

O investimento de R$ 1,1 bilhão da cooperativa Frimesa em uma nova unidade de suínos terá o apoio do Governo do Estado, por meio do Paraná Competitivo. A planta para abate, desossa e industrialização de derivados de carne suína fica em Assis Chateaubriand, no Oeste do Estado, e deverá gerar mais de 7 mil empregos diretos.

O protocolo de intenções para o enquadramento do empreendimento no programa de incentivos do Governo do Paraná foi assinado pela governadora Cida Borghetti na última sexta-feira (7/12), no Encontro Estadual de Cooperativistas Paranaenses, promovido pelo Sistema Ocepar em Curitiba.

A governadora afirmou que a nova unidade da Frimesa contribuirá com o desenvolvimento econômico e social do Estado. “O empreendimento vai gerar mais emprego, renda e oportunidades aos paranaenses, além de movimentar a cadeia de negócios e promover o desenvolvimento regional”, disse Cida. “Projetos como esse ajudam o agronegócio paranaense a se destacar no cenário nacional e internacional”, destacou.

Para o presidente da Frimesa, Valter Vanzella, o enquadramento no Paraná Competitivo trará uma série de benefícios que contribuirão para a realização do projeto. Ele citou a dilação de pagamento de parte do ICMS gerado pelo projeto, diferimento do ICMS do consumo de energia e gás e utilização do crédito de ICMS da cooperativa para aquisição de equipamentos para o empreendimento.

“A participação do Estado incentiva um projeto desta magnitude, que é importante tanto para as cooperativas como para a região Oeste e para todo o Paraná”, afirmou Vanzella. Além do Paraná Competitivo, a unidade também recebe apoio do BRDE, que é um dos financiadores do projeto.

Na mesma solenidade, foram confirmados dois financiamentos, de R$ 50 milhões cada, do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE). Os recursos vão atender as cooperativas Castrolanda, de Castro, e Copacol, de Cafelândia.

Redação SI
Deixe seu Recado