AveSui
Peste Suína Africana AveSui Inside Cooperativas Agroindústrias Bem - Estar Animal América Latina Comentário Suíno Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Genética Geral Insumos Manejo Meio Ambiente Mercado Externo Mercado Interno Nutrição Piscicultura Pesquisa e Desenvolvimento Processamento de Carne Sanidade Sustentabilidade Saúde Animal Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Ocorrência Sanitária

Haiti registra mais um caso de Peste Suína Africana nas Américas

A ocorrência foi confirmada ontem (20/09) pela OIE; é o segundo caso da enfermidade na América Latina, o que acende um alerta ainda maior em toda a suinocultura da região

Redação SI
21-Set-2021 08:31 - Atualizado em 21/09/2021 08:44

sanidade, fotos atualizadas , Divulgação
SanidadeDivulgação
A Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) divulgou ontem (20/09) uma notificação oficial indicando o registro de um caso de Peste Suína Africana (PSA) no Haiti, na América Central. Este é o segundo caso registrado na região. Há pouco mais de um mês, ocorrências da enfermidade foram confirmadas na República Dominicana. Localizado na ilha de Hispaniola - segunda maior ilha das Grandes Antilhas - o Haiti divide o território insular com a República Dominicana.

A PSA é uma doença altamente contagiosa em suínos, causada por um vírus pertencente à família Asfarviridae. Ela não afeta seres humanos, sendo exclusiva de suídeos domésticos e asselvajados, como o javali e eventuais cruzamentos com suínos domésticos. De notificação obrigatória a órgãos nacionais e internacionais de saúde animal, o vírus tem potencialidade de rápida disseminação e alto impacto socioeconômico. Não existe vacina ou tratamento para a PSA.

Na China, os casos da doença levaram a perda, segundo estimativas, de quase 40% do seu plantel suíno total entre 2018 e 2019. A suinocultura chinesa é a maior do mundo, com uma produção – antes das ocorrências de PSA no país – de 53 milhões de toneladas de carne suína. Até hoje o país asiático ainda enfrenta desafios para o controle da doença e a sua erradicação. Atualmente, há casos em outros países da Ásia e também na Europa.

 

PREOCUPAÇÃO NO BRASIL

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) já vinha adotando medidas preventivas em relação a fiscalização de aeroportos no país desde o registro na República Dominicana. O vírus da PSA é resistente, podendo sobreviver por até seis meses em alimentos, como carnes processadas. Turistas e viajantes têm por hábito trazer alimentos em suas bagagens, o que passou a ser restringido de locais com ocorrências da doença.

Entidades de classe também realizam campanhas pedindo para que produtores não recebam visitas em suas granjas de suínos e que intensifiquem todas as medidas de biosseguridade. A Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) divulgou nota ontem colocando todo o setor produtivo em campanha total visando prevenir a entrada da PSA em território brasileiro. O país já registrou a ocorrência desta enfermidade em 1978. O vírus chegou ao Brasil via restos alimentares de voos que foram servidos à suínos. Desde de 1984, quando foi erradicada, não se teve mais nenhuma ocorrência no país.

 

ESFORÇO CONJUNTO

Em sua nota, a ABPA indica que no “Brasil, setores públicos e privados se engajaram em diversas iniciativas focadas na prevenção. Via ABPA, uma intensa e extensa campanha multilíngue (em português, inglês, francês, crioulo e espanhol) está em curso nas redes sociais, na comunicação interna das empresas produtoras e fornecedoras da cadeia produtiva, e nas mais diversas vias, incluindo stakeholders e outras organizações”. Ao mesmo tempo, segundo a nota, por meio do Grupo Especial de Prevenção à Peste Suína Africana (GEPESA) da ABPA, foram integrados esforços para reforço junto ao Governo Federal pela intensificação da defesa sanitária.

“O Ministério da Agricultura se adiantou à pauta e intensificou a inspeção nos principais portos de entrada do País, impedindo a entrada de produtos cárneos.  Indo além, o MAPA estabeleceu uma legislação ainda mais restritiva à entrada destes produtos, assinou um convênio interpaíses de emergencialidade para a prevenção de PSA e instalou uma campanha nacional que ampliou a conscientização, em um esforço que contou com a ABPA, os auditores fiscais e outras entidades do setor”, avalia Sulivan Alves, diretora Técnica da ABPA.

Ao mesmo tempo, avalia Sulivan, a América Latina também entrou em estado de atenção por meio do grupo #TodosContraLaPPA, com intercâmbio de informações e esforços de 21 associações de 18 países do continente latino-americano, em uma grande campanha continental.

De acordo com o presidente da ABPA, Ricardo Santin, embora os cuidados estejam intensificados sobre esta doença, nada mudou e seguimos nas mesmas condições de antes, livres da enfermidade. “Nosso objetivo é preservar o rebanho e, indo além, o papel econômico e social do setor produtivo como gerador de empregos, divisas e segurança alimentar para o país. Não estamos poupando esforços para preservar o nosso status sanitário. E sempre é bom lembrar que a doença não tem impacto sobre a saúde humana”, defende.

Saiba mais sobre os cuidados preventivos no site www.brasillivredepsa.com.br.

 

Assuntos do Momento

Aurora Alimentos é eleita a campeã do prêmio "Melhores do Agronegócio"
01 de Dezembro de 2021
Reconhecimento

Aurora Alimentos é eleita a campeã do prêmio "Melhores do Agronegócio"

Avaliados pela Serasa Experian, resultados que levaram à escolha da cooperativa catarinense levaram em conta dados financeiros e ações de responsabilidade socioambiental

Grupo de investimentos avalia riscos em empresas de carnes
01 de Dezembro de 2021
Agroindústrias

Grupo de investimentos avalia riscos em empresas de carnes

FAIRR Initiative identificou melhora generalizada em companhias de todo o mundo, mas uso de água e gestão de resíduos ainda estão longe do ideal

Sanepar e Frísia ampliam parceria na conservação de mananciais do programa Fundo Azul
26 de Novembro de 2021
Política Pública

Sanepar e Frísia ampliam parceria na conservação de mananciais do programa Fundo Azul

Programa Fundo Azul da Sanepar, em conjunto com a Frísia, já adequou a destinação de cerca de 42 mil litros de dejetos por dia em propriedades rurais

De olho nos investimentos em galpões para aves e suínos no oeste do PR e Tríplice Fronteira, Lages Patagonia confirma participação na AveSui
29 de Novembro de 2021
AveSui 2022

De olho nos investimentos em galpões para aves e suínos no oeste do PR e Tríplice Fronteira, Lages Patagonia confirma participação na AveSui

A empresa do segmento de estruturas pré-fabricadas para construção civil tem executado obras na Argentina, Paraguai e oeste paranaense

Contrabandistas transportam milhões de dólares de carne não regulamentada para a China todos os anos e o governo parece não conseguir impedi-los
30 de Novembro de 2021
Ilegal

Contrabandistas transportam milhões de dólares de carne não regulamentada para a China todos os anos e o governo parece não conseguir impedi-los

Milhares de quilos de carne são contrabandeados por meio de barcos de alta velocidade

Governo de SC anuncia R$ 27,7 milhões em investimentos para Videira e região
29 de Novembro de 2021
Investimento

Governo de SC anuncia R$ 27,7 milhões em investimentos para Videira e região

Os recursos serão aplicados em agricultura, educação, educação especial, além de transferências diretas às cidades

Mais assuntos do momento
Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade