Vale
21-Jul-2017 16:23 - Atualizado em 24/07/2017 09:00
Comentário

Importância do correto manejo nutricional para o macho suíno reprodutor - por Diego Duran Araujo

A busca pela maximização dos índices zootécnicos da suinocultura moderna passa por diversos fatores, sendo um deles a nutrição do macho reprodutor. A adequada nutrição para essa fase é muitas vezes negligenciada pelos produtores, o que pode inviabilizar a máxima expressão do desempenho dessa categoria. 

Em granjas comerciais é comum encontrarmos a ração de fêmeas em gestação sendo ofertada para os machos reprodutores, com intuito de minimização de custos e facilidade de manejo. Uma dieta de gestação, entretanto, não atenderá satisfatoriamente às necessidades nutricionais dessa categoria, interferindo, assim, na performance reprodutiva dos machos (idade à puberdade, produção e concentração espermática, libido, etc.). Além disso, deve-se considerar a relevante contribuição dessa categoria para os resultados zootécnicos das granjas, visto que um único macho reprodutor pode gerar de 7.000 a 9.000 descendentes por ano, ou até mais. Uma nutrição corretamente balanceada para o varrão irá refletir no aumento da vida útil reprodutiva dessa categoria, assim como na melhor qualidade do ejaculado.

Uma das principais causas de descarte de varrões adultos é representada pelo excesso de peso e pelos problemas físicos correlacionados a esse excesso, tais como os defeitos de aprumos e a baixa libido. Para evitar esse quadro, é necessário fornecer dietas que maximizem a longevidade e a fertilidade dos machos, ao mesmo tempo em que reduzem o ganho de peso excessivo dos animais na fase adulta. Uma vez que a simples redução do consumo diário não se torna viável, por implicar em redução na libido e na produção espermática, faz-se necessário compreender os efeitos individuais dos diversos nutrientes (tabela 1) antes que se possa formular uma dieta específica para machos, a qual permita um menor ganho de peso, sem comprometimento da libido e da produção de sêmen.

, Divulgação
Tabela 1. Efeito de alguns nutrientes sobre o desempenho reprodutivo de reprodutores suínosDivulgação

A qualidade das matérias-primas utilizadas na composição das rações é fundamental, e grande atenção deve ser dada a presença de micotoxinas nessas matérias-primas. A presença de zearalenona, vomitoxina e aflatoxina pode estar relacionada à atrofia dos testículos, diminuição da fertilidade, redução no consumo e em menor escala, redução de libido.

Atender corretamente os requerimentos nutricionais dos machos reprodutores é um dos fatores de sucesso na suinocultura. Diante disso, devemos estar atentos ao fornecimento de uma dieta de qualidade para essa fase para que esses animais não sejam penalizados, visando aumentar sua longevidade e suas características reprodutivas.

Redação

Diego Duran

Diego Duran Araujo é Zootecnista (UNESP, Botucatu-SP) e Analista Nutrição Júnior Suínos da Vaccinar

Deixe seu Recado