Guia Gessulli
Peste Suína Africana AveSui Inside Cooperativas Agroindústrias Bem - Estar Animal América Latina Comentário Suíno Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Genética Geral Insumos Manejo Meio Ambiente Mercado Externo Mercado Interno Nutrição Piscicultura Pesquisa e Desenvolvimento Processamento de Carne Sanidade Sustentabilidade Saúde Animal Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Status Sanitário

Japão perde status global de país livre da peste suína clássica

Para recuperar seu status, o Japão terá que garantir que não haja casos relatados nos últimos 12 meses e que nenhuma vacina contra a doença seja realizada durante o mesmo período.

Redação SI
04-Set-2020 11:03

Na quinta-feira, o Japão perdeu oficialmente o status de país livre da peste suína clássica, pois não conseguiu conter um surto que começou há dois anos. A Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) suspendeu o status do Japão em 3 de setembro de 2018, depois que o país informou que suínos para engorda foram encontrados mortos na prefeitura central de Gifu.

De acordo com o Ministério da Agricultura do Japão, foi o primeiro caso relatado no país desde 1992. A OIE em 2015 reconheceu oficialmente o país como livre da doença, também conhecida como cólera suína.

Para recuperar seu status, o Japão terá que garantir que não haja casos relatados nos últimos 12 meses e que nenhuma vacina contra a doença seja realizada durante o mesmo período.

A vacinação contra a cólera suína começou no Japão em outubro de 2019 pela primeira vez em 13 anos.

Um funcionário do ministério disse que pode levar mais de 10 anos para erradicar a doença, considerando o tempo que o Japão levou da última vez.

O status internacionalmente reconhecido às vezes é necessário para a exportação de carne suína para novos mercados.

Para recuperar o status o mais rápido possível, o ministério implementou medidas de controle mais rígidas para as fazendas de suínos, enquanto também tenta desenvolver novas vacinas.

A cólera suína afeta apenas porcos e javalis, mas tem uma alta taxa de mortalidade. A saúde humana não é afetada, mesmo se a carne de um animal infectado for consumida.

Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade