Alltech SI
Peste Suína Africana AveSui Inside Cooperativas Agroindústrias Bem - Estar Animal América Latina Comentário Suíno Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Genética Geral Insumos Manejo Meio Ambiente Mercado Externo Mercado Interno Nutrição Piscicultura Pesquisa e Desenvolvimento Processamento de Carne Sanidade Sustentabilidade Saúde Animal Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Agroindústria

Lucro da Tyson Foods cresce 74% e alcança US$ 829 milhões no 2º tri

O resultado representa alta de 74% em relação ao lucro líquido obtido em igual período do ano fiscal anterior, que foi de US$ 476 milhões

Redação com informações de MoneyTimes e Reuters
10-Mai-2022 08:50 - Atualizado em 10/05/2022 09:07

A companhia norte-americana de carnes Tyson Foods (TSNF34) informou nesta segunda-feira, 9, que obteve lucro líquido de US$ 829 milhões, ou US$ 2,28 por ação, no segundo trimestre fiscal de 2022, encerrado em 2 de abril. O resultado representa alta de 74% em relação ao lucro líquido obtido em igual período do ano fiscal anterior, que foi de US$ 476 milhões (US$ 1,30 por ação).

O lucro líquido ajustado ficou em US$ 2,29 por ação, ante US$ 1,34 por ação obtido em igual período do ano passado.

A receita com vendas aumentou 16%, de US$ 11,300 bilhões para US$ 13,117 bilhões. Analistas consultados pela FactSet estimavam lucro ajustado de US$ 1,89 por ação e receita de US$ 12,844 bilhões.

A indústria de processamento de carnes vê seus resultados influenciados pela forte demanda de consumidores, apesar das pressões ainda existentes. “Continuamos a ver pressões inflacionárias em toda a cadeia de suprimentos, estamos trabalhando para reduzir custos, continuando a aumentar nossa eficiência, produtividade e trazendo mais capacidade”, disse o CEO da Tyson Foods, Donnie King, em nota divulgada à imprensa e investidores.

O avanço na receita líquida da Tyson foi puxado por preços mais altos em todos os seus segmentos de atuação, em média de 17,6%, já que o volume de vendas continua em retração, de 1,5% no período. Nesse sentido, a receita de vendas de carne bovina da companhia subiu 23,8% no segundo trimestre fiscal para US$ 5,034 bilhões, embora o volume de vendas tenha subido apenas 0,6%, enquanto o preço médio do produto subiu 27,8%.

O faturamento com a comercialização de carne suína aumentou 10,8% para US$ 1,565 bilhão, com volume de vendas 4,8% menor e preço médio 11,7% superior na comparação anual do segundo trimestre. As vendas de frango avançaram 0,6% em volume, mas a receita subiu 14,4% para US$ 4,086 bilhões com os preços 16,9% maiores. A receita do segmento de alimentos preparados subiu 15,9% para US$ 2,393 bilhões, com alta de 14,5% no preço médio dos produtos e queda de 5,3% no volume de vendas.

Para o acumulado do ano fiscal de 2022, a Tyson Foods espera gerar de US$ 52 bilhões a US$ 54 bilhões em vendas. O consenso do FactSet é para uma receita de US$ 51,852 bilhões. “Temos como meta US$ 1 bilhão em economia de produtividade até o fim do ano fiscal de 2024 e mais de US$ 400 milhões no ano fiscal de 2022, em relação a uma linha de base de custos do ano fiscal de 2021. Atualmente, estamos no caminho certo para alcançar nossas economias de produtividade planejadas para o ano fiscal de 2022”, disse a companhia.

Para o segmento de alimentos preparados, a empresa prevê que a margem operacional ficará entre 8% e 10%, avaliando que pressões inflacionárias adicionais serão mitigadas por aumentos de preços de vendas e redução de custos.

Quanto ao segmento de carne de frango, a Tyson espera margem operacional ajustada de 5% a 7% para 2022, com expectativa de um desempenho mais forte no segundo semestre do ano fiscal.

Já quanto à carne suína, a Tyson disse esperar margem operacional de 5% a 7% no ano fiscal de 2022.

A empresa também projeta bom desempenho na sua divisão de carne bovina. “Prevemos outro ano forte com margem operacional ajustada entre 11% e 13% no ano fiscal de 2022”, comentou a Tyson.

Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade