Guia Gessulli
08-Set-2020 09:58
Sustentabilidade

Maior produtora global de carne suína promete zerar emissões

A indústria de carne está sob pressão de investidores e varejistas para reduzir emissões, mas muitas processadoras enfrentam dificuldades

A Smithfield Foods, maior produtora mundial de carne suína, prometeu zerar as emissões de suas próprias operações, mas não estabeleceu metas mais ambiciosas para sua cadeia de suprimentos.

Embora a empresa com sede em Smithfield, Virgínia, seja a primeira do setor a anunciar publicamente tal objetivo para suas próprias operações, a promessa é menos ambiciosa do que em outros setores, como o plano da Unilever de zerar suas próprias emissões e de seus fornecedores, e o projeto da Microsoft de se tornar negativa em carbono. O plano da produtora de carne suína inclui apenas as emissões relacionadas aos ativos nos EUA.

A indústria de carne está sob pressão de investidores e varejistas para reduzir emissões, mas muitas processadoras enfrentam dificuldades, em parte porque compram animais de fazendeiros terceirizados. A meta da Smithfield provavelmente terá um impacto maior, porque controla cerca de 50% de sua produção de suínos.

“Queremos liderar a indústria nesse aspecto; não há ninguém fazendo isso neste tamanho e escala”, disse Ken Sullivan, presidente e CEO da Smithfield, em entrevista.

Em 2019, a pegada de carbono da produtora de carne suína era de cerca de 1,6 milhão de toneladas para suas próprias operações nos Estados Unidos e no exterior, os chamados Escopos 1 e 2, que incluem combustíveis queimados para movimentar seus veículos e gerar eletricidade em usinas de energia. Esse número não inclui a grande maioria de suas emissões totais, o chamado Escopo 3, que engloba o gerenciamento de dejetos, produção de ração e uso de clientes fora das fazendas pertencentes à Smithfield.

A nova meta da empresa, anunciada na quinta-feira, visa zerar apenas cerca de 16% de suas emissões totais, de acordo com Stewart Leeth, diretor de sustentabilidade da Smithfield. O objetivo se soma à promessa de cortar as emissões totais, incluindo o Escopo 3, em 25% até 2025.

Para atingir o objetivo, a empresa utilizará técnicas como redução de quilômetros rodados, captura de metano emitido em fazendas de suínos e otimização do uso de fertilizantes em campos usados para produzir ração.

Bloomberg
Deixe seu Recado