Peste Suína Africana AveSui Inside Cooperativas Agroindústrias Bem - Estar Animal América Latina Comentário Suíno Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Genética Geral Insumos Manejo Meio Ambiente Mercado Externo Mercado Interno Nutrição Piscicultura Pesquisa e Desenvolvimento Processamento de Carne Sanidade Sustentabilidade Saúde Animal Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Infraestrutura

Mais de 2 mil pessoas já participaram das audiências públicas da Nova Ferroeste

Encontro em Paranaguá abriu a segunda semana de trabalho, que envolve também audiências em São José dos Pinhais, Guarapuava e Irati

Redação, com informações AEN
25-Mai-2022 08:09

A audiência pública realizada em Paranaguá, nesta segunda-feira (23/05), abriu a segunda semana de encontros para apresentar e discutir o Estudo de Impacto Ambiental do projeto da Nova Ferroeste. A próxima reunião será nesta terça-feira (25), às 19h, em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba. Depois seguem Guarapuava (quinta-feira, 26) e Irati (na sexta, 27). Na semana passada, as audiências ocorreram em Dourados (MS), Guaíra e Cascavel.

Proposta pelo Governo do Paraná, a Nova Ferroeste vai ligar Maracaju, no Mato Grosso do Sul, ao Porto de Paranaguá, com ramais até Foz do Iguaçu e Chapecó (SC). Assim, serão unidos por trilhos dois dos principais polos exportadores do agronegócio brasileiro. Será o segundo maior corredor de transporte de grãos e contêineres do País, perdendo em capacidade apenas para a malha paulista.

Até agora, mais de 2 mil pessoas já participaram das audiências, que foram solicitadas e são realizadas pelo Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). Em Paranaguá, mais de 300 moradores do próprio município e de Morretes estiveram presencialmente no Complexo Mega do Rocio e mais de 200 pessoas acompanharam de forma virtual.

Todos os encontros são híbridos e transmitidos ao vivo pelo site https://www.audienciasnovaferroeste.com/.

O encontro em Paranaguá teve, ainda, uma outra atividade. À tarde, antes do início da audiência, a equipe do Ibama fez vistoria técnica do trajeto entre a Região Metropolitana de Curitiba e o Litoral, na descida da Serra do Mar, por onde devem passar os trilhos. Parte da equipe sobrevoou o trecho de helicóptero, enquanto outros seguiram por terra, observando as particularidades da região.

Algumas das áreas de maior atenção, visitadas pelos técnicos, foram as comunidades do Rio Sagrado, Mundo Novo e Candonga, no município de Morretes. “Nosso time esteve nestas comunidades para conhecer as características das áreas e ouvir as pessoas que vivem nesses locais”, declarou o diretor de Licenciamento Ambiental do Ibama, Jonatas Trindade.

Todo o projeto da Nova Ferroeste foi desenvolvido para ter o mínimo possível de impacto socioambiental, sem interceptação em comunidades indígenas, quilombolas ou em Unidades de Proteção Integral.

Os técnicos responsáveis pela proposta alinharam o traçado a um distanciamento mínimo de cinco quilômetros desses pontos. Já no final do percurso, toda a estrutura da nova ferrovia que vai cortar a Serra do Mar foi alinhada com o Plano Sustentável do Litoral.

ÚLTIMAS ETAPAS – As audiências públicas e as vistorias técnicas são as últimas ações do processo para a emissão da Licença Prévia Ambiental (LP) requerida pelo Governo do Paraná ao Ibama. Encerrada esta fase, os técnicos retornam a Brasília onde devem concluir a análise do Estudo de Impacto Ambiental.

Depois das vistorias e das audiências eles vão emitir um parecer, no qual podem pedir complementações ou adequações do projeto antes do parecer final.

O Estudo de Impacto Ambiental foi realizado pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (FIPE) e envolveu o trabalho de profissionais em campo durante quase um ano de coleta de dados. Foram avaliadas as condições do solo, das rochas e cavernas. Bacias hidrográficas e nascentes foram mapeadas e amostras da água analisadas.

Os pesquisadores estiveram em oito pontos amostrais de maior cobertura verde ao longo de 1.291 quilômetros, entre Maracaju, no Mato Grosso do Sul e Paranaguá, no Litoral. Dois destes pontos ficam na Serra do Mar.

“Fizemos quatro campanhas de fauna, que permitiram a listagem dos animais que habitam estes locais, alguns deles ameaçados de extinção, como é o caso da onça-parda e da anta, na Serra do Mar. É um retrato bem detalhado que está catalogado e disponível no EIA”, disse Daniel Macedo Neto, coordenador geral do EIA/Rima.

NOVA DESCIDA – O projeto da Nova Ferroeste prevê uma nova descida por trilhos na Serra do Mar. Esse traçado está alinhado com o PDS-L, que foi elaborada em parceria entre a sociedade civil, ONGs, ambientalistas, prefeituras e o Governo do Estado.

Segundo o coordenador do Plano Estadual Ferroviário, Luiz Henrique Fagundes, a Serra do Mar foi tratada com atenção especial por questões ambientais e de engenharia.

“O traçado proposto pela Nova Ferroeste desvia de Áreas de Proteção Integral, como o Parque Nacional de Guaricana e o Parque Nacional Saint-Hilaire/Lange. E, diferente do caminhão, o trem precisa de rampas mais suaves, por isso o trilho se afasta da rodovia em alguns momentos até superar a geografia acidentada do trecho e se aproximar novamente”, explicou.

Dos 55 quilômetros de trilhos na Serra do Mar, a metade será feita em túneis e viadutos para diminuir a subtração da floresta. Para os outros trechos, indicamos a passagens de fauna a cada 500 metros.

VIADUTOS – Em Paranaguá o investimento será de R$ 240 milhões para a construção de viadutos rodoviário e ferroviário. Todo o acesso por trilhos será revitalizado. Está previsto um viaduto ferroviário na Avenida Roque Vernalha e um viaduto rodoviário na Avenida Coronel Santa Rita para dar maior fluidez para o trânsito e diminuir a interferência da passagem das cargas na área urbana.

Confira a lista dos locais e datas das próximas audiências públicas:

São José dos Pinhais

Local: Ginásio de Esportes Max Rosenmann

Endereço: Avenida Rui Barbosa, Nº 4997, Bairro Afonso Pena

Data: terça-feira, 24 de maio

Início: 19 horas

Transmissão ao vivo pelo site https://www.audienciasnovaferroeste.com.br/

Participam os municípios de São José dos Pinhais, Balsa Nova, Contenda, Lapa, Araucária, Mandirituba e Fazenda Rio Grande.

Guarapuava

Local: Centro de Eventos Cidade dos Lagos

Endereço: Avenida dos Lagos, Nº 2750, Bairro Cidade Dos Lagos

Data: quinta-feira, 26 de maio

Horário: 19 horas

Transmissão ao vivo pelo site https://www.audienciasnovaferroeste.com.br/

Participam os municípios de Guarapuava, Laranjeiras do Sul, Cantagalo, Marquinho, Goioxim, Candói e Inácio Martins.

Irati

Local: Pavilhão de Exposições do Parque Aquático

Rua Adão Panka, Nº 250, Bairro Bonito

Data: sexta-feira, 27 de maio

Horário: 19 horas

Transmissão a vivo pelo site https://www.audienciasnovaferroeste.com.br/

Participam os municípios de Irati, São João do Triunfo, Fernandes Pinheiro e Porto Amazonas.

Assuntos do Momento

23 de Junho de 2022
Mercado Interno

Mesmo com entrada de 2ª quinzena, preços no mercado de suínos sobem

Segundo pesquisadores do Cepea, no caso do animal vivo, esse movimento de reação é influenciado pela baixa disponibilidade de suíno em peso ideal para abate, pelo clima ameno e por eventos festivos que favorecem o consumo

CNA pede mais R$ 710 milhões em 2022 para subvenção de apólices da safra verão
23 de Junho de 2022
Seguro Rural

CNA pede mais R$ 710 milhões em 2022 para subvenção de apólices da safra verão

Segundo nota da entidade, o crédito extra é necessário para garantir a cobertura do plantio da próxima safra de verão 2022/23 

21 de Junho de 2022
Exportações

Exportações de carne suína diminuem, mas mercado interno dá sinais de ajuste de oferta

Veja o panorama completo do mercado interno e externo de suínos durante o mês de junho

Aumento da margem de carne suína na China pode beneficiar grandes indústrias, como JBS e BRF
23 de Junho de 2022
Mercado

Aumento da margem de carne suína na China pode beneficiar grandes indústrias, como JBS e BRF

Após a redução no rebanho que vinha ocorrendo em função da diminuição da margem de carne suína na China, maio foi o primeiro mês de aumento do rebanho em 2022

Produção global de carne suína em 2022
22 de Junho de 2022
Comentário Suíno

Produção global de carne suína em 2022

Por Osler Desouzart, CEO da ODConsulting

Cresce a demanda por carne de frango e suína em Posadas, na Argentina
23 de Junho de 2022
Argentina

Cresce a demanda por carne de frango e suína em Posadas, na Argentina

“No total mais ou menos nós argentinos consumimos 110 kg de carne por ano e agora caiu para 47 kg, segundo os últimos dados que são de 2021”, disse Mariela Bernardi, administradora do Mercado Concentrado Posadas.

Mais assuntos do momento
Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade