Rainha da Paz
Peste Suína Africana AveSui Inside Cooperativas Agroindústrias Bem - Estar Animal América Latina Comentário Suíno Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Genética Geral Insumos Manejo Meio Ambiente Mercado Externo Mercado Interno Nutrição Piscicultura Pesquisa e Desenvolvimento Processamento de Carne Sanidade Sustentabilidade Saúde Animal Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
China

Medidas para conter peste suína na China devem remodelar mercado do país

O nordeste da China é a principal região produtora de suínos

Redação com informações de Bloomberg e Money Times
27-Abr-2021 08:30

O plano da China de controlar o transporte de suínos vivos para conter a propagação da peste suína africana deve remodelar o mercado e criar diferenças regionais de preços no maior consumidor e produtor mundial de carne de porco.

O país será dividido em cinco regiões a partir de maio, disse o Ministério da Agricultura na semana passada, e porcos vivos não poderão cruzar as fronteiras.

A medida deve derrubar os preços da carne suína nas principais áreas produtoras do norte e aumentar o custo da popular proteína nos centros de demanda do sul.

Se os controles permanecerem em vigor por um longo prazo, as empresas serão obrigadas a abrir fazendas de suínos mais perto de onde estão os clientes.

O setor de suínos da China foi devastado pela peste suína africana em 2018 e, embora o tamanho dos plantéis tenha se recuperado desde então, uma nova onda da doença elevou as importações de carne de porco para nível recorde no mês passado.

Mas os preços caíram com o maior abate, o que aumentou a oferta doméstica.

A carne suína é uma importante fonte de proteína na China, sendo que esse mercado vende cerca de 2 trilhões de yuans (US$ 308 bilhões) por ano, segundo dados da Bolsa de Commodities de Dalian.

Cerca de 20% dos suínos da China, ou cerca de 140 milhões de animais vivos, são transportados a cada ano, principalmente do nordeste ao sul para atender à demanda por carne in natura, disse Lin Guofa, analista sênior da consultoria Bric Agriculture.

“Algumas áreas que costumavam se autodenominar condados sem suínos ou cidades sem suínos terão que abrir fazendas de porcos”, disse. Mas o transporte de carne congelada em vez de suínos vivos será incentivado, o que levará a uma expansão da indústria da cadeia de frio, disse Lin.

O nordeste da China é a principal região produtora de suínos devido ao abundante suprimento de milho e ao acesso relativamente fácil à terra, enquanto a região noroeste de Xinjiang também tem sido identificada como uma área de expansão da produção de carne suína.

Os controles devem reduzir os preços no norte no curto prazo e elevá-los no sul, de acordo com Wang Zhong, consultor-chefe da Systematic, Strategic & Soft Consulting.

Isso pode levar mais grandes criadores de suínos – como Muyuan Foodstuff, New Hope Liuhe e Wens Foodstuff – a construir mais fazendas no sul e mais instalações de abate no nordeste e noroeste.

As novas regras são semelhantes aos sistemas desenvolvidos no Brasil e na Espanha, que tiveram sucesso na eliminação da peste suína africana, disse o Ministério da Agricultura.

Embora “o vírus ainda esteja amplamente distribuído e seja difícil de erradicar a curto prazo”, os controles regionais são uma “escolha inevitável”, disse o relatório.

Assuntos do Momento

11 de Maio de 2021
Mercado

Produção de suínos na China deve crescer 19% em 2021

Segundo Ministério da Agricultura e Assuntos Rurais da China (MARA), a expansão agressiva da capacidade de fazendas de grande escala em 2020 gerou um aumento estimado no abate de suínos para a China

Novos recursos na economia beneficiam o consumo de suínos
10 de Maio de 2021
Economia

Novos recursos na economia beneficiam o consumo de suínos

No momento, restam ainda mais de R$ 9 bilhões em recursos para serem contratados no Plano Safra 2020/2021

Análise de Mercado - Frango em alta e preço do suíno cai em três estados
10 de Maio de 2021
Mercado

Análise de Mercado - Frango em alta e preço do suíno cai em três estados

Entre os dias 03 e 07 de maio, o preço do frango vivo eleva sua cotação, com exceção de MG que mantém o valor estável. Suíno vivo teve queda de 1,11% em SC, 2,54% no PR e 2,12% no RS

Disponible en español Disponible en español
Na Colômbia carne de porco começa a faltar nos lares
11 de Maio de 2021
América Latina

Na Colômbia carne de porco começa a faltar nos lares

A produção diária na Colômbia é de 1.300 toneladas de carne suína e devido aos efeitos da greve nacional, 720 toneladas / dia deixaram de ser produzidas e comercializadas

Preços do suíno vivo e da carne se enfraquecem, aponta Cepea
13 de Maio de 2021
Mercado

Preços do suíno vivo e da carne se enfraquecem, aponta Cepea

Segundo estudos, a venda de carne no mercado doméstico está enfraquecida

Disponible en español Disponible en español
Greve Nacional na Colômbia com risco de desnutrição em fazendas de suínos
13 de Maio de 2021
Sanidade

Greve Nacional na Colômbia com risco de desnutrição em fazendas de suínos

O presidente da PorkColombia afirmou que em algumas fazendas do país estão contando as horas para iniciar o abate em massa porque não há comida para os porcos

Mais assuntos do momento
Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade