Peste Suína Africana AveSui Inside Cooperativas Agroindústrias Bem - Estar Animal América Latina Comentário Suíno Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Genética Geral Insumos Manejo Meio Ambiente Mercado Externo Mercado Interno Nutrição Piscicultura Pesquisa e Desenvolvimento Processamento de Carne Sanidade Sustentabilidade Saúde Animal Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Comentário Suíno

Melhorando o desempenho dos leitões na creche

Melhorar o desempenho dos leitões nessa fase é uma tarefa multidisciplinar, que envolve muita habilidade em manejo e, quando necessário, estratégias específicas. 

Leonardo Soares

Médico Veterinário e atual consultor técnico-comercial da MS Schippers Brasil na região de Ponte Nova – Minas Gerais.

04-Nov-2021 15:00 - Atualizado em 05/11/2021 10:27

A fase de creche representa um momento crítico para os leitões, tanto no âmbito de saúde entérica quanto comportamental. Melhorar o desempenho dos leitões nessa fase é uma tarefa multidisciplinar, que envolve muita habilidade em manejo e, quando necessário, estratégias específicas. 

Suporte à ingestão de água

Durante a fase de creche são oferecidos diversos tipos de ração aos animais, as quais vão sendo adequadas conforme a evolução do trato gastrointestinal dos leitões. Da mesma forma, é preciso ajustar a água que esses animais bebem ao longo da creche, pois ela influencia completamente o ambiente gastrointestinal, afetando a conversão alimentar. Oferecer uma água limpa (descontaminada), e aditivar a água em momentos estratégicos da creche pode melhorar (e muito) o aproveitamento da dieta oferecida, reduzir desafios entéricos, e contribuir para melhores resultados.    

Suporte nutricional para leitões de baixo peso ao desmame

Na creche também é preciso ajudar aqueles leitões que já iniciam com peso abaixo da média. Esses leitões precisam de uma “arrancada” nutricional para acompanhar os demais, e para isso existem programas estratégicos. O uso de suplementos lácteos, por exemplo, é uma excelente alternativa para recuperar esse tipo de leitão, favorecendo que ele se torne um terminado saudável e de qualidade.  

Ambiente e bem-estar animal

O ambiente de creche precisa ser bem dimensionado para que a superlotação não seja mais um fator estressante dessa fase (que já é crítica). Animais alojados em baias de tamanho adequado conseguem expressar melhor o seu comportamento natural, reduzindo brigas e outros comportamentos vindos do estresse. Além do espaço, é fundamental que a temperatura ambiente esteja adequada, e que esses animais possam se entreter de alguma forma para reduzir o estresse.

De modo geral, cada granja precisa descobrir quais são os principais obstáculos enfrentados pelos seus leitões em creche, e trabalhar melhorias contínuas que possam trazer os resultados à tona lote após lote.

Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade