AveSui
Peste Suína Africana AveSui Inside Cooperativas Agroindústrias Bem - Estar Animal América Latina Comentário Suíno Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Genética Geral Insumos Manejo Meio Ambiente Mercado Externo Mercado Interno Nutrição Piscicultura Pesquisa e Desenvolvimento Processamento de Carne Sanidade Sustentabilidade Saúde Animal Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Mercado Externo

NFU pede ao Reino Unido que pare de importar carne suína de alguns países da UE

A União Nacional de Agricultores da Escócia (National Farmers Union) afirma que importação de carne suína de países com casos confirmados de PSA coloca em risco o setor de suínos do Reino Unido

Redação com informações de Feed Strategy
10-Dez-2021 09:29

A National Farmers Union (NFU) da Escócia está exigindo que o governo do Reino Unido (U.K) pare as importações de carne suína de países da UE com casos confirmados de peste suína africana (PSA).

A peste suína africana foi confirmada na Polônia, Hungria, Alemanha, Eslováquia, Romênia, Letônia, Bulgária, Lituânia, Estônia e Ucrânia.

Em um comunicado em seu site, a NFU Scotland disse que, “sem ação, o risco da PSA entrar no Reino Unido permanece alto e, se isso acontecer, tem potencial economicamente importante para devastar o setor de suínos domésticos”.

Em uma carta para George Eustice MP, Secretário de Estado do Meio Ambiente, Alimentos e Assuntos Rurais em 3 de dezembro, o presidente da NFU da Escócia, Martin Kennedy, disse:

“Desde janeiro de 2021, nenhuma verificação foi realizada nas importações de carne suína da UE para o Reino Unido. Em um momento em que existe um sério risco de biossegurança para nosso país, isso não pode continuar. A peste suína africana está se movendo rapidamente em toda a Europa e recebemos relatos de que a situação está piorando. Está se espalhando pela Alemanha, está na Bélgica, Romênia, Polônia e agora não está longe da França.

“O governo do Reino Unido não tomou nenhuma ação até o momento devido a preocupações sobre o descumprimento do Acordo de Comércio e Cooperação. Disseram-nos que a ação seria permitida se a Europa estivesse tendo dificuldades em controlar surtos de doenças. Após discussões com colegas europeus, agora é claramente o caso.

“Não tenho dúvidas de que, caso a situação se revertesse, nossas exportações teriam sido interrompidas para entrar na Europa há muitas semanas.

“Exorto você a tomar medidas para evitar a devastação do nosso setor de suínos e interromper as importações de carne suína de países da UE com PSA com efeito imediato. A menos que uma ação seja tomada logo, o sério risco da doença entrar no Reino Unido permanece. O governo do Reino Unido deve agir rapidamente. Cerca de 40% da carne consumida no Reino Unido é suína e a produção econômica dos criadores de suínos na Escócia é significativa.”

Até o momento, neste ano, mais de 1.700 surtos foram confirmados entre porcos domésticos na Europa em 21 de novembro, de acordo com o Animal Disease Information Notification System da Comissão Europeia.

Casos de PSA foram registrados em 10 países. A CE não registra dados sobre a situação na Rússia por meio desse sistema. Para efeito de comparação, 1.240 surtos de PSA em 10 estados foram registrados no Sistema da CE durante todo o ano de 2020.

Assuntos do Momento

Mais assuntos do momento
Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade