Alltech
Peste Suína Africana AveSui Inside Cooperativas Agroindústrias Bem - Estar Animal América Latina Comentário Suíno Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Genética Geral Insumos Manejo Meio Ambiente Mercado Externo Mercado Interno Nutrição Piscicultura Pesquisa e Desenvolvimento Processamento de Carne Sanidade Sustentabilidade Saúde Animal Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Mercado Externo

O endividamento e as oscilações de preços fazem com que muitos suinocultores na China abandonem a esperança de retorno

Para capitalizar a duplicação dos preços em 2019, os cinco maiores produtores de carne suína procuraram  se expandir rapidamente e aumentaram sua dívida bruta em quase três vezes em dois anos e meio

Redação com informações de Eurocarne
14-Set-2021 11:54 - Atualizado em 15/09/2021 09:48

Grandes oscilações nos preços da carne suína nos últimos dois anos estão afetando a indústria de carne suína da China. Para capitalizar a duplicação dos preços em 2019, os cinco maiores produtores de carne suína procuraram expandir-se rapidamente e aumentaram sua dívida bruta em quase três vezes em dois anos e meio, de acordo com um relatório da S&P Global Ratings na quarta-feira.

Mas os preços da carne suína caíram tão rápido quanto subiram, pressionando os pecuaristas agora endividados. O índice de preços ao consumidor mostrou que os preços da carne suína na China caíram 44,9% em agosto em relação ao ano anterior.

Após a PSA em 2018, a alta do preço do suíno vivo atraiu grandes produtores a produzir mais e para isso eles se endividaram, segundo Flora Chang, diretora associada da S&P Global Ratings e autora do relatório. Empreendedores e empresas também foram rápidos em tirar proveito dos subsídios do governo. A província de Zhejiang prometeu 1.500 yuans ou US $ 231 para cada porca reprodutora.

Três anos depois, isso produziu um excesso. Os preços da carne suína despencaram para cerca de 20 yuans por quilo (1,40 por libra), próximo ao mesmo nível do início de 2019, de acordo com dados de preços no atacado do Ministério da Agricultura. Em seu pico no final de 2019 e início de 2020, os preços da carne suína estavam perto de 50 yuans por quilo ou mais.

As oscilações de preços sem precedentes complicaram os esforços dos produtores de suínos para financiar o crescimento potencial. Com uma "capacidade limitada de planejar de acordo com as projeções de preços", o relatório da S&P observou como as empresas de repente estavam arcando com níveis extremamente altos de endividamento. Analistas disseram que nos 12 meses até 30 de junho, o produtor de suínos Wens Foodstuff viu sua relação dívida / lucro aumentar nove vezes, ante 1,9 vezes em 2020.

No entanto, o relatório observou que Muyuan foi visto menos afetado pela peste suína africana e sua a alavancagem da dívida aumentou apenas ligeiramente, de 1 para 1,3 vezes, nos 12 meses até o final de junho.

A carne suína é uma parte importante da dieta chinesa e o governo tem trabalhado para garantir um abastecimento suficiente, liberando a carne das reservas nacionais durante a escassez e, mais recentemente, incentivando o consumo para conter o excesso de oferta. "Recentemente, os preços caíram muito rapidamente e esperamos que todos possam aproveitar esta oportunidade para comer mais carne suína, comprar mais carne suína", disse Ma Youxiang, vice-ministro do Ministério da Agricultura e Assuntos Rurais, em entrevista coletiva. 1. O tom foi diferente em 2019, quando autoridades falavam em incentivar a produção não só de carne suína, mas também de aves e bovinos para estabilizar os preços.

Os investidores em ações também vieram em massa, fazendo com que as ações de grandes produtores de suínos, como a New Hope, subissem 174% em 2019. Mas, depois de mais 16% de ganhos no ano passado, os estoques caíram mais de 45% neste ano. "A queda nos preços da carne suína afeta diretamente os lucros corporativos", disse Bai Xubo, representante de assuntos de valores mobiliários da New Hope, observando que a oferta de carne suína deve permanecer excedente, com altos níveis de carne congelada importada e um acúmulo nos portos enquanto a demanda do consumidor permanece fraco.

Bai manteve sua confiança no núcleo do negócio principal da empresa, dizendo que a verdadeira vantagem competitiva vem dos esforços para melhorar a eficiência. A New Hope também pode usar futuros de carne suína e desenvolvimentos de negócios em abate e processamento para se proteger contra flutuações de preço, relata a CNBC.

 

Assuntos do Momento

Haiti registra mais um caso de Peste Suína Africana nas Américas
21 de Setembro de 2021
Ocorrência Sanitária

Haiti registra mais um caso de Peste Suína Africana nas Américas

A ocorrência foi confirmada ontem (20/09) pela OIE; é o segundo caso da enfermidade na América Latina, o que acende um alerta ainda maior em toda a suinocultura da região

Preço do suíno vivo sobe em vários estados
20 de Setembro de 2021
Análise de Mercado

Preço do suíno vivo sobe em vários estados

Após um começo de mês nada animador para o segmento, a última semana registrou novos aumentos em várias praças. Valor poderia ser maior, mas baixo poder aquisitivo da população segue impedindo.

Situação é preocupante na suinocultura com custos superando preço do animal vivo
16 de Setembro de 2021
Custos

Situação é preocupante na suinocultura com custos superando preço do animal vivo

Quadro afeta especialmente os produtores independentes, que têm menos poder de fogo nas negociações de grãos para ração

Preços do milho seguem tendências distintas entre regiões, mas recuos prevalecem
20 de Setembro de 2021
Insumos

Preços do milho seguem tendências distintas entre regiões, mas recuos prevalecem

De acordo com colaboradores do Cepea, a liquidez segue baixa, com muitos compradores ausentes do mercado – esses agentes sinalizam ter estoques, pelo menos para curto prazo, e estão à espera de novas desvalorizações

20 de Setembro de 2021
EUA

Nos EUA, deputados democratas pedem recursos para prevenir peste suína africana

Grupo de deputados pediu US$ 75 milhões em recursos para que autoridades de saúde animal previnam e se preparem para um possível surto de PSA no país

Competitividade da carne de frango frente à suína é a menor em 9 anos
17 de Setembro de 2021
Mercado

Competitividade da carne de frango frente à suína é a menor em 9 anos

Levantamento do Cepea mostra que, na média deste mês (até o dia 15), a diferença entre a carcaça especial suína, também comercializada na Grande São Paulo, e o frango inteiro é de apenas 1,19 Reais/kg

Mais assuntos do momento
Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade