Curso Cortes de Suínos
20-Mar-2017 16:03 - Atualizado em 21/03/2017 11:58
Carne Fraca

Países como China e Canadá já passaram por situações similares a que Brasil vive

Professor da Faculdade de Engenharia de Alimentos da Unicamp, Pedro Eduardo Felício, comentou sobre a reação do mercado externo diante das investigações

países, fotos atualizadas ,
Países
Vários países estão exigindo explicações do Brasil por conta das denúncias relacionadas envolvendo alguns frigoríficos, entre eles, Estados Unidos, e China, grandes compradores do Brasil, além da União Europeia. Pela manhã, durante a entrevista com  o professor da Faculdade de Engenharia de Alimentos da Unicamp, Pedro Eduardo Felício, o especialista frisou que outros países já vivenciaram casos parecidos.

A China suspendeu temporariamente as importações de carne bovina do Brasil após a Operação Carne Fraca deflagrada, de acordo com pessoas ouvidas pela Bloomberg que receberam notificação da autoridade de quarentena do país.  Os produtos atualmente no mar ou no porto não terão liberação alfandegária, de acordo com uma das pessoas. China e Hong Kong, juntos, são o maior mercado de exportação de carne brasileira.

Felício afirma que se surpreendeu com a notícia de que a China. “Eu não esperava que a China fosse fazer isso porque aquele país já sofreu muitos processos, por fraudes econômicas, má conduta de funcionários, condenaram pessoas, com penas severas, inclusive. Esperava que eles procurassem entender”, disse.

Por outro lado, o especialista entende que trata-se de um processo comum e não alarmante. “É um movimento que acontece. O importador tem que dar uma satisfação para o público interno. Foi assim com o Canadá, com aos casos de BSE (Doença da Vaca Louca) - Canada nunca disse que o Brasil tinha a doença, disse que Brasil não estava tomando as providências necessárias”, frisou. “Mas, eles têm que bloquear as exportações, onde o público [sociedade] entende que as autoridades estão tomando providencias”, explicou.

Outro país a suspender temporariamente a importação da carne brasileira é a Coreia do Sul, segundo informações da Reuters. De acordo com a agência, o país vai barrar temporariamente as vendas da carne de frango da BRF e aumentará as inspeções da carne importada da companhia. 

Eficiência

Mesmo que ainda haja críticas sobre a forma com que o Ministério da Agricultura se posicionou mediante às investigações, Felício disse que ficou impressionado com a rapidez das ações do Mapa. “A gente sabe das deficiências que tem lá em valores humanos, técnicos, científicos - porque inspeção é uma tarefa a ser desenvolvida com ciência e tecnologia. Precisa ter cientistas para desenvolver isso, como em outros países. Aqui no brasil a gente sabe de toda a deficiência de formação de especialistas. No entanto a reação foi muito rápida, bem-feita”, disse.

Avicultura e Suinocultura Industrial / Fernanda Oliva
Deixe seu Recado