AveSui2021
30-Jul-2020 10:11
Disponible en español
Sanidade

Peru continua implantando estratégias sanitárias para proteger a criação de suínos em Cusco

Segundo o relatório oficial, durante o primeiro semestre, 58.883 animais foram vacinados como parte das ações integradas realizadas pelo SENASA

Com a projeção de vacinar 158.000 porcos contra a peste suína clássica, o Ministério da Agricultura e Irrigação anunciou que o Serviço Nacional de Sanidade Agropecuária (SENASA) continuará implantando estratégias de saúde destinadas a proteger a criação de porcos em vários setores vulneráveis ??da região de Cusco.

Segundo o relatório oficial, durante o primeiro semestre, 58.883 animais foram vacinados como parte das ações integradas realizadas pelo SENASA, por meio do Programa de Desenvolvimento da Saúde Agrária e Segurança Agro-Alimentar que executa em todo o país.

A vacinação é a maneira mais eficaz de prevenir a peste suína, seja em fazendas técnicas, nos quintais ou na agricultura familiar.

Em cumprimento a todas as medidas de biossegurança, os servidores do SENASA, em coordenação com pequenos criadores de porcos e autoridades locais, imunizam os porcos, protegendo-os contra esta doença de grande importância econômica que causa grandes perdas e restringe o comércio nacional e internacional.

Erradicação de doenças em suínos

A peste suína clássica (PSC) ou a cólera suína é uma doença de rápida disseminação e contágio, alta morbidade, mortalidade e notificação de notificação.

Ataca porcos não vacinados de todas as idades, estima-se que possa gerar até 80% das mortes em uma população agrícola. Não é uma doença transmissível às pessoas, no entanto, causa prejuízos econômicos aos pequenos produtores.

O constante trabalho de prevenção do SENASA permitiu que Cusco não registrasse surtos desde 2016, resultados favoráveis ??para a suinocultura que se desenvolve nessa região.

redação SI
Deixe seu Recado