Alltech SI
Peste Suína Africana AveSui Inside Cooperativas Agroindústrias Bem - Estar Animal América Latina Comentário Suíno Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Genética Geral Insumos Manejo Meio Ambiente Mercado Externo Mercado Interno Nutrição Piscicultura Pesquisa e Desenvolvimento Processamento de Carne Sanidade Sustentabilidade Saúde Animal Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Pós-graduação

Plataforma Biotecnológica de Ingredientes Saudáveis oferece bolsas de pós-doutorado

Inscrições para processos seletivos podem ser feitas até o fim do mês para atuação no Ital e na Unicamp, em Campinas, e na USP de Lorena e de São Carlos

Redaçao AI/SI
12-Nov-2021 08:29

A Plataforma Biotecnológica de Ingredientes Saudáveis (PBIS) está com processos seletivos abertos até 30 de novembro para bolsas de pós-doutorado oferecidas em Campinas, pelo Instituto de Tecnologia de Alimentos (Ital) e pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), e em Lorena e em São Carlos, pela Universidade de São Paulo (USP). Com financiamento público-privado, o Núcleo de Pesquisa Orientada a Problemas (NPOP) é liderado pelo Ital, instituição de pesquisa da Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA) vinculada à Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, que completa 130 anos este mês.

Com duração de 24 meses e valor mensal de R$ 7.373,10, as bolsas são destinadas a pesquisas envolvendo oligossacarídeos com potencial prebiótico, extratos fenólicos de resíduos agrícolas bioprocessados, lipídios estruturados para aplicação em alimentos, proteínas doces e proteínas vegetais. Para se candidatar, é preciso ter doutorado concluído nos últimos sete anos nas áreas especificadas nos respectivos editais (disponíveis em "Oportunidades" no site do Ital), produção científica em periódicos indexados e conhecimento da língua inglesa para leitura, redação científica e conversação, sendo dada preferência a quem tem experiência em outros países.

As oportunidades são oferecidas através da Fundação de Desenvolvimento da Pesquisa do Agronegócio (Fundepag), fruto de parceria com a Fundação Shunji Nishimura de Tecnologia e investimento das empresas Dori Alimentos, Jacto, Cargill, Seara e RS Blumos e da cooperativa Coplana. O NPOP-PBIS terá duração de cinco anos e também recebe financiamento da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp).

"Além de trazer conhecimento e experiência externa para nosso trabalho, as bolsas são fundamentais para o sucesso do NPOP, pioneiro no modelo tríplice hélice de inovação no Brasil", destaca a pesquisadora responsável pela PBIS, Maria Teresa Bertoldo Pacheco, que atua no Centro de Ciência e Qualidade dos Alimentos (CCQA) do Ital.

Sobre o NPOP-PBIS

Fruto de parceria entre institutos de pesquisa, universidades públicas, fundação, cooperativa e empresas paulistas, a Plataforma Biotecnológica Integrada de Ingredientes Saudáveis (PBIS) tem a missão de integrar os sistemas produtivos e aplicar processos biotecnológicos sustentáveis para produção de alimentos usando matérias-primas nacionais e aproveitando subprodutos da agroindústria.

O Núcleo de Pesquisa Orientada a Problemas (NPOP) está alinhado aos objetivos de desenvolvimento sustentável da Organização das Nações Unidas (ONU) e foi aprovado em dezembro de 2020 pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) no Edital Ciência para o Desenvolvimento, sob liderança do Instituto de Tecnologia de Alimentos (Ital), vinculado à Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA) da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo.

Também compõem o NPOP-PBIS a Faculdade de Engenharia de Alimentos (FEA) da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e a Escola de Engenharia de Lorena (EEL) e o Instituto de Física de São Carlos (IFSC) da Universidade de São Paulo (USP), com envolvimento do Instituto Agronômico (IAC) e do Instituto de Economia Agrícola (IEA), vinculados à Apta-SAA. Pela iniciativa privada, são parceiros Dori Alimentos, Jacto, Cargill, Seara, RS Blumos, Coplana e Fundação Shunji Nishimura de Tecnologia, com apoio da Fundação de Desenvolvimento da Pesquisa do Agronegócio (Fundepag).

Assuntos do Momento

População da Coreia do sul paga 20% a mais pela carne suína em meio ao aumento dos custos dos grãos
23 de Maio de 2022
Mercado Externo

População da Coreia do sul paga 20% a mais pela carne suína em meio ao aumento dos custos dos grãos

A inflação ao consumidor da Coreia do Sul acelerou muito mais do que o previsto e atingiu uma alta de mais de 13 anos em abril

Exportações de carne suína somam US$ 78,4 mil na parcial de maio
20 de Maio de 2022
Balança Comercial

Exportações de carne suína somam US$ 78,4 mil na parcial de maio

Em comparação com o mesmo período de 2021 valor por média diária é 30,8% menor. Valor pago por tonelada embarcada também apresenta queda

Em Honduras, importação de carne suína aumenta mais de 50%
25 de Maio de 2022
Mercado Externo

Em Honduras, importação de carne suína aumenta mais de 50%

A indústria de transformação e os fabricantes de embutidos preveem alta de preços para o segundo semestre devido ao aumento dos custos de produção

Média de preço da carne suína na parcial de maio está acima da de abril
26 de Maio de 2022
Mercado Interno

Média de preço da carne suína na parcial de maio está acima da de abril

Segundo pesquisadores do Cepea, no geral, os valores do produto negociado no atacado da Grande São Paulo iniciaram este mês em forte elevação, influenciados pelas aquecidas demandas interna e externa

Bacon e frango não ficarão mais baratos tão cedo
23 de Maio de 2022
Mercado Global

Bacon e frango não ficarão mais baratos tão cedo

Produtores em todo o mundo com mais de 40 bilhões de porcos, vacas, búfalos, ovelhas, cabras e aves enfrentam preços quase recordes para ração animal

25 de Maio de 2022
Mercado Externo

Produção de carne suína da União Europeia cai no início de 2022

Nos dois primeiros meses do ano, o bloco produziu 3,8 milhões de toneladas de carne suína, 3% menos do que no ano anterior, com 40,5 milhões de suínos abatidos, uma queda de 2%

Mais assuntos do momento
Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade