AveSui
Peste Suína Africana AveSui Inside Cooperativas Agroindústrias Bem - Estar Animal América Latina Comentário Suíno Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Genética Geral Insumos Manejo Meio Ambiente Mercado Externo Mercado Interno Nutrição Piscicultura Pesquisa e Desenvolvimento Processamento de Carne Sanidade Sustentabilidade Saúde Animal Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Embrapa

Por que matérias-primas alternativas para rações devem retornar à agenda da pesquisa em nutrição animal no Brasil?

Com valor nutricional complementar ao milho e ao farelo de soja, os cereais de inverno constituem-se em opção para inclusão nas dietas, podendo suprir parte significativa da demanda de grãos dos suínos e das aves

Redação
22-Set-2021 14:33 - Atualizado em 22/09/2021 14:57

A produção de suínos e aves no Brasil tem no milho e no farelo de soja os principais ingredientes para as rações, os quais juntos representam mais de 90% do volume total das rações produzidas para estas duas espécies.

No início da produção integrada de frangos e suínos, a região Sul, ainda hoje maior expoente, era a grande produtora de grãos do Brasil. Entretanto, ao longo dos anos esta situação foi se alterado e, segundo Santos Filho et al. (1999), o Estado de Santa Catarina, ao final da década de 1990, já apresentava déficit anual de 500 mil toneladas no seu suprimento de milho. Devido a expansão da produção de suínos, frangos e leite este déficit passou a ser de aproximadamente cinco milhões de toneladas na média dos últimos anos. Por outro lado, o Rio Grande do Sul, que nos anos 1990 era superavitário na produção de milho, atualmente tem um déficit que flutua entre 500 mil toneladas e dois milhões de toneladas, com previsão de que em 2020 atinja déficit superior a três milhões de toneladas.

Confira a matéria completa na edição 296 da Revista Suinocultura Industrial

Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade