AveSui
Peste Suína Africana AveSui Inside Cooperativas Agroindústrias Bem - Estar Animal América Latina Comentário Suíno Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Genética Geral Insumos Manejo Meio Ambiente Mercado Externo Mercado Interno Nutrição Piscicultura Pesquisa e Desenvolvimento Processamento de Carne Sanidade Sustentabilidade Saúde Animal Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Análise de Mercado

Preço do suíno cai em vários estados e preocupa produtores

Mercado interno perdeu força durante a semana e preço do suíno vivo caiu. Produtores estão preocupados com o horizonte que vem se desenhando.

Redação
23-Ago-2021 08:11 - Atualizado em 23/08/2021 08:23

A semana finalizada no último dia 20 trouxe preocupações aos produtores quanto ao mercado interno que esfriou e fez com que os preços caíssem. Segundo os analistas, o menor poder de compra de milhões de brasileiros explica esse momento difícil. Os frigoríficos optaram pela cautela e estão administrando seus estoques, já contando que novas desvalorizações possam ocorrer nos próximos dias.

A preocupação dos produtores é agravada quando lembramos do alto custo de produção, especialmente da ração. O único motivo animador para os suinicultores é que pelo fato da carne bovina estar com preço elevado, o consumo de carne suína pode retomar o crescimento em poucos dias.

No cenário externo, que nos últimos meses só tem trazido boas notícias, o momento agora é de cautela, pois a China está com uma grande oferta no mercado suinícola, o que pode afetar o ritmo das exportações daqui nos próximos meses.

Voltando ao mercado interno, o preço do suíno vivo caiu 16,3% no Rio Grande do Sul, sendo vendido agora a R$ 5,70.

Santa Catarina, após registrar uma alta de 14,91% na semana encerrada no último dia 13, encerrou o dia 20 com uma forte queda de 18,28%, chegando assim ao preço em R$ 5,90.

Após duas semanas de estabilidade no preço do suíno vivo, Minas Gerais fechou a última semana em queda de 0,28%, chegando assim ao valor de R$ 7,18.

Goiás que também teve o preço do suíno vivo estável por duas semanas, registrou queda de 1,39%, fazendo com que o valor fosse para R$ 7,10.

São Paulo, que por cinco semanas consecutivas, manteve o preço de R$ 7,20 no quilo do suíno vivo, dessa vez, registrou uma pequena queda de 0,14%, indo para R$ 7,19.

Pela segunda semana consecutiva, o Mato Grosso não registrou mudança no preço que segue em R$ 5,65.

O Distrito Federal, que vinha de duas semanas de alta, na última manteve a estabilidade do preço do suíno vivo que segue em R$ 7,20.

Assuntos do Momento

Mais assuntos do momento
Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade