Guia Gessulli
Peste Suína Africana AveSui Inside Cooperativas Agroindústrias Bem - Estar Animal América Latina Comentário Suíno Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Genética Geral Insumos Manejo Meio Ambiente Mercado Externo Mercado Interno Nutrição Piscicultura Pesquisa e Desenvolvimento Processamento de Carne Sanidade Sustentabilidade Saúde Animal Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Análise de Mercado

Preço do suíno vivo sobe em vários estados

Após um começo de mês nada animador para o segmento, a última semana registrou novos aumentos em várias praças. Valor poderia ser maior, mas baixo poder aquisitivo da população segue impedindo.

Redação
20-Set-2021 08:23 - Atualizado em 20/09/2021 08:38

Pela segunda semana consecutiva, o preço do suíno vivo registrou alta em vários estados e se manteve estável em outros. Após um duro mês de agosto e um começo nada promissor em setembro, o panorama começa lentamente a mudar. Nos últimos dias, as demandas interna e externa apresentaram aquecimento, o que levou os frigoríficos a adquirirem mais lotes para o abatimento.

Os aumentos não foram maiores mesmo diante desse aquecimento, pelo fato do poder aquisitivo de boa parte da população estar extremamente fragilizado.

Segundo os analistas, a melhora ainda não pode ser comemorada, pois o preço do suíno vivo caiu consideravelmente recentemente, mas já há indícios de uma recuperação surgindo.

No Rio Grande do Sul, pela segunda semana consecutiva, houve alta no preço do suíno vivo, desta vez de 4,30%, chegando assim a R$ 6,79, valor bem próximo aos R$ 6,81 que eram cobrados no estado em 20/08.

Também pela segunda semana consecutiva, Santa Catarina registrou alta, desta vez de 8,99%, elevando assim, o preço do suíno vivo para R$ 7,15, maior valor desde 13/08, quando era de R$ 7,22 no estado.

Minas Gerais também registrou alta no preço do suíno vivo pela segunda semana consecutiva, desta vez de 8,70%, chegando assim a R$ 7,50, valor bem acima dos R$ 6,50 que eram cobrados no estado no final de agosto.

Outra praça a registrar alta no preço do suíno vivo, foi a do Distrito Federal, desta vez de 8,70%, fazendo com que o valor chegasse a R$ 7,50, sendo que no começo do mês era de R$ 6,50.

Após uma forte alta de 17,46% na semana encerrada no último dia 10, o preço do suíno vivo se manteve estável em São Paulo, fechando em R$ 7,20.

Das praças pesquisadas, a única que não registrou aumento em nenhuma das duas últimas semanas, foi a do Paraná, onde o preço do suíno vivo segue a R$ 6,44, sendo que no final de agosto, estava em R$ 7,40.

,
suíno

Confira os gráficos completo aqui

 

 

Assuntos do Momento

19 de Outubro de 2021
Diversidade Cultural

Mais de 120 colaboradores da BRF carimbam o passaporte e atuam em diferentes países

Com experiência no exterior e apoio da Companhia, profissionais enriquecem currículo, compartilham conhecimentos e promovem a diversidade cultural

BRF anuncia mais habilitações de Cingapura para exportação de produtos suínos
22 de Outubro de 2021
Expansão

BRF anuncia mais habilitações de Cingapura para exportação de produtos suínos

Já a unidade de Lucas do Rio Verde (MT) obteve autorização para a venda de suínos e seus miúdos

BRF investe R$ 5,5 milhões em modernização do laboratório industrial em Lucas do Rio Verde
20 de Outubro de 2021
Investimento

BRF investe R$ 5,5 milhões em modernização do laboratório industrial em Lucas do Rio Verde

Estrutura foi ampliada e conta com os mais modernos equipamentos para garantir a qualidade da análise de produtos da Companhia 

22 de Outubro de 2021
Evento

BRF marca presença na Expo Dubai 2020

Companhia mantém importante atuação no mercado Halal com indústrias na região e exportação de produtos a partir de diversas unidades pelo Brasil

Veto da China à carne bovina brasileira já dura mais de um mês e assusta governo
19 de Outubro de 2021
Suspensão

Veto da China à carne bovina brasileira já dura mais de um mês e assusta governo

No início de setembro, o Brasil suspendeu os embarques da proteína ao país asiático depois da confirmação de casos da vaca louca

Brasil conclama China a avançar no comércio de carne
20 de Outubro de 2021
Negociação

Brasil conclama China a avançar no comércio de carne

Embaixador brasileiro diz que o governo acredita em progresso no reconhecimento pela China do status do Brasil como livre de febre aftosa e como um país de ‘risco insignificante’ para a doença da vaca louca

Mais assuntos do momento
Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade