AveSui2021
10-Nov-2020 10:15 - Atualizado em 11/11/2020 10:10
Disponible en español
Comentário Suíno

Preços da carne suína nos EUA permanecem fortes - por Jim Long

Por Jim Long, Presidente-CEO, Genesus Inc.

O abate de suínos nos EUA na semana passada foi de mais de 2,7 milhões de cabeças, quase o mesmo que um ano atrás. Apesar deste grande número, os cortes de carne suína nos EUA permaneceram como em meados dos anos 80 (84,06 centavos de dólar na sexta-feira). Achamos este um sinal fortemente positivo de que os cortes de carne de porco estão fortes, apesar da grande quantidade de carne de porco disponível.

As exportações de carne suína dos EUA continuam fortes, em 37.700 toneladas métricas na última semana. A última semana foi a maior desde maio para a China, com 14.560 toneladas. As exportações de carne suína EUA-China serão impulsionadas agora pela proibição de carne suína da Alemanha devido à peste suína africana (PSA). No acumulado do ano, as exportações totais de carne suína dos EUA são de 1.595.609 milhão de toneladas, em comparação com 1.278.834 mi t no ano passado. Avanço de mais de 25%. O incremento é quase todo atribuído ao aumento das exportações da China.

A China está expandindo a produção de suínos, apesar dos contínuos eventos da PSA. Os US$ 200 mais lucros per capita são todos os estímulos necessários para alimentar o aumento da produção. Esperamos boas exportações dos EUA-Canadá para a China até 2021, ajudadas pela proibição da PSA alemã. Mas em 2022 esperamos que menos carne suína seja necessária na China e que os preços dos suínos caiam de seus níveis historicamente altos de volta aos preços normais. O único curinga quando os preços da carne de porco na China caem é o que isso faz com o consumo per capita. Cada aumento de 1 kg de 1,4 bilhão de pessoas é muito porco.

 

PSA na Alemanha

Já foram identificados 123 casos de PSA na Alemanha. Até a semana passada, todos foram encontrados na região de Brandenburgo, mas agora um foi identificado na Saxônia. A combinação de perda de mercados asiáticos e problemas com desaceleração dos frigoríficos alemães devido aos problemas da Covid-19 está impactando o mercado. 

Na semana passada, o preço dinamarquês de 30 kg (64 lb.) para alimentação de suínos para exportação foi cotado a US$ 28, enquanto a média de 52 semanas é de cerca de US$ 75. A média do preço europeu de descarte de porcas é agora de US$ 80 por cabeça. Os dois eventos German Black Swan estão atingindo fortemente os mercados, sem solução para nenhum deles no curto prazo.

 

Porco OGM

Entendemos que a administração de um dos principais acionistas das processadoras dos Estados Unidos adotou como política nunca abater suínos OGM (sigla de "com edição genética"). Eles não querem arriscar sua marca com uma reação do consumidor contra a carne de porco transgênica. 

Esperamos que um governo democrata dos EUA mantenha todas as aprovações de supervisão de suínos OGM com a Food and Drug Administration. As chances de aprovação legal permanecerão próximas a zero para OGM (Gene-Edited) em nossa opinião. A empresa Swine Genetic que promoveu a ideia de que venderia aos produtores reprodutores de suínos GMO (Gene-Edited) no futuro pode precisar de outra história.

 

Redação
Deixe seu Recado